Apesar de ter atirado três bolas aos 'ferros' e de ter conseguido empatar a partida, momentaneamente, após ter saído a perder por 2-0 ao intervalo, o Benfica teve um mau teste para a terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, na qual defronta os turcos do Fenerbahçe, essencialmente pelas muitas lacunas defensivas que ainda evidencia.

Marcelo (40 minutos) e Bertrand Traoré (45) abriram caminho para os franceses, os 'encarnados' ainda empataram, por Pizzi (59) e Marcelo (64, na própria baliza), mas Terrier 'selou' o resultado final, aos 83.

Rui Vitória não surpreendeu no 'onze' inicial, escolhendo Vlachodimos para a baliza, deixando entender que será o alemão a assumir a posição nos jogos oficiais, e o argentino Facundo Ferreyra como elemento mais avançado no terreno.

O Benfica criou o primeiro momento de perigo, aos oito minutos, numa incursão de Gedson pela esquerda, travada pelo guardião Gorgelin, mas Memphis Depay, o jogador mais em evidência na equipa francesa, ameaçou com um remate ao lado, poucos minutos depois (17).

Aos 24 minutos, o jogador holandês envolveu-se com Cervi e, na sequência, quando recebia um aviso do árbitro Hélder Malheiro, empurrou o juiz de forma ostensiva, sendo apenas punido com um cartão amarelo (24).

Os 'encarnados' voltaram a estar perto do golo aos 26 minutos, num 'tiro' de Salvio ao poste, enquanto, do outro lado, Vlachodimos foi obrigado a testar os seus reflexos com duas boas defesas, em remates de Ndombele (36) e Depay (37).

Depois de André Almeida somar a segunda bola dos 'encarnados' no poste (37), após passe atrasado de Salvio, o Lyon marcou à passagem dos 40 minutos, num cabeceamento de Marcelo, a responder melhor na área ao canto marcado por Depay.

À beira do intervalo (45), após contra-ataque da equipa francesa, Bertrand Traoré fintou Grimaldo e rematou colocado para o segundo golo da partida.

O Benfica surgiu muito dinâmico no segundo tempo - com três novidades saídas do banco, Conti, Zivkovic e Castillo - e chegou à igualdade já depois de Pizzi ter rematado novamente ao poste (47).

No espaço de cinco minutos, o internacional português reduziu a diferença, 'picando' a bola à saída de Gorgelin (59), e Marcelo, com um desvio infeliz para a própria baliza (64), 'assinou' o empate dos 'encarnados'.

Mariano Diaz atirou ao poste um minuto depois do 2-2, antes de o ritmo de jogo decair bastante, acabando por ser o Lyon a somar o terceiro e decisivo golo, por Terrier, que respondeu da melhor forma a um cruzamento atrasado de Cornet, aos 83 minutos.

Na International Champions Cup, o Benfica somou ainda uma vitória no desempate por grandes penalidades, frente ao Borussia Dortmund (4-3, após um empate 2-2 no fim do tempo regulamentar) e uma derrota pelo mesmo método diante da Juventus (4-2, após 1-1 no final dos 90 minutos).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.