Messi inaugurou o marcador aos 30 minutos, com um colocado remate da meia-lua, e, depois de Theo Hernandez empatar, aos 33, num livre direto perfeito, desmarcou André Gomes para este assistir Neymar, aos 45, e fez uma fantástica jogada e efetuou o passe para Paco Alcácer sentenciar, aos 45+3.

Na segunda parte, o ‘Barça, com dois tentos de vantagem, desacelerou e ainda passou por alguns sustos, mas, em estreia numa final, o Alavés nunca conseguiu marcar o golo que lhe permitira reentrar na discussão da final.

Para o ‘Barça, que conquistou o terceiro troféu consecutivo, na 40.ª final, é o ‘adeus’ à temporada, que havia iniciado com o triunfo na Supertaça, e do treinador Luis Enrique, que se despede com nove ‘canecos’ em três épocas.

Com o tento que abriu o marcador, Messi foi o melhor marcador da prova, com cinco golos, os mesmos de Ben Yedder (Sevilha), sendo que também vai ganhar a ‘Bota de Ouro’ e ainda é o líder dos marcadores da ‘Champions’.

O português André Gomes não jogou de início, entrou logo aos 11 minutos, para substituir o argentino Javier Mascherano, que saiu a sangrar, devido a um choque de cabeças, atuando como lateral direito, até à entrada de Aleix Vidal, aos 83.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.