Depois de três meses afastado da equipa ‘albiceleste’, devido à suspensão aplicada pela CONMEBOL (confederação sul-americana), o ‘astro’ do FC Barcelona assinou o único tento da partida, aos 13 minutos, numa recarga a uma grande penalidade apontada por ele próprio, mas defendida pelo guardião Alisson.

Este foi o 69.º golo de Messi em 137 jogos ao serviço da Argentina e o quinto contra a formação brasileira, todos em particulares.

Pouco antes, aos 10 minutos, Gabriel Jesus falhou a possibilidade de adiantar o Brasil, também ele falhando um penálti. De resto, o avançado do Manchester City continua com pouca eficácia da marca dos 11 metros, uma vez que, nos últimos quatro penáltis de que dispôs, apenas concretizou um.

O jogador do Sporting Marcos Acuña começou no banco de suplentes da Argentina e acabou por ser lançado pelo selecionador Lionel Scaloni aos 59 minutos, para o lugar de Giovani Lo Celso.

A seleção do Brasil, que não contou com Neymar, lesionado, continua sem vencer qualquer encontro desde que bateu o Peru na final da Copa América, em julho. Desde então, o ‘escrete’ realizou cinco encontros particulares, tendo perdido com os peruanos (1-0) e Argentina, e empatado com Colômbia (2-2), Senegal (1-1) e Nigéria (1-1).

Na próxima terça-feira, o Brasil realiza novo particular, contra a Coreia do Sul, treinada pelo português Paulo Bento, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, enquanto a Argentina defronta o Uruguai, em Telavive, Israel, na segunda, também em encontro de preparação.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.