Em comunicado, a Tech3 esclarece que o piloto português sentiu “fortes dores” depois de ter sofrido uma lesão num tendão do seu ombro direito na sequência da queda no Grande Prémio da Grã-Bretanha, em Silverstone, no domingo, provocada pelo francês Johann Zarco (KTM).

De acordo com a equipa do piloto de Almada, a lesão implica “uma significante perda de força que o impossibilita de realizar travagens fortes”.

Assim, após duas voltas realizadas hoje, e “em consonância com a equipa”, Miguel Oliveira optou por não realizar a sessão de testes “de modo a recuperar a 100% para o próximo Grande Prémio, dias 13, 14 e 15 de setembro”.

Após 12 corridas realizadas na época de estreia na categoria rainha do motociclismo, Miguel Oliveira é 17.º, com 26 pontos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.