As nórdicas precisavam apenas de fazer o mesmo resultado da Nigéria, sobre as quais tinham vantagem pelo triunfo por 3-0, sendo que escreveram o seu destino ao baterem a Coreia do Sul por 2-1, com dois golos de penálti.

Caroline Graham Hansen, aos 5 minutos, e Isabell Herlovsen, aos 51, materializaram a supremacia das 12.as classificadas no ranking FIFA sobre as 14.as, que ainda reduziriam com tento de Yeo Min-Ji, aos 78.

No outro encontro, a França, já qualificada, bateu a Nigéria por 1-0, com o golo solitário da defesa Wendie Renard (79), na conversão de grande penalidade, que ditou a expulsão uma adversária, por acumulação de cartões amarelos.

A França fez o pleno de nove pontos, a Noruega concluiu com seis, a Nigéria com três e a Coreia do Sul não pontuou.

Com uma vantagem de um golo para gerir, a Espanha sabia que lhe bastava um empate com a China para continuar em prova - assim foi, com o nulo (0-0) a beneficiar o conjunto ibérico.

No outro encontro, a Alemanha, segunda do ranking FIFA, goleou a África do Sul, 49.ª, por 4-0, com a guarda-redes Andile Dlamini mal batida em três tentos.

A Alemanha terminou o grupo com o pleno de nove pontos, Espanha e China com quatro, enquanto a África do Sul ficou a zeros.

Inglaterra (Grupo D), Holanda e Canadá (E), os campeões Estados Unidos e Suécia (F) também já estão nos oitavos de final.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.