A estimativa foi apresentada numa reunião com peritos e foi elaborada pelo comité organizador e pelas autoridades de Tóquio com base no número de pessoas que deram positivo durante um evento de teste realizado em maio.

A estimativa assume um cenário que envolve cerca de 77.000 pessoas, incluindo atletas e outro pessoal, mas não inclui a administração de vacinas a eles, pelo que os números reais podem ser inferiores.

Na pior das hipóteses, os organizadores esperam que um atleta e dez outros participantes sejam hospitalizados por dia, e que cerca de 57 pessoas sejam chamadas para a quarentena.

Os organizadores utilizarão as estimativas para tentar assegurar pessoal médico suficiente para satisfazer as necessidades durante o evento sem afetar os sistemas de saúde locais.

Tóquio 2020 estima que precisará de cerca de 230 médicos e 310 enfermeiros por dia, de acordo com os números mais recentes.

O Comité Olímpico Internacional (COI) espera que mais de 80% dos residentes da Vila Olímpica cheguem ao Japão vacinados, e o país já começou a imunizar os seus atletas, treinadores e outro pessoal envolvido nos Jogos, ao mesmo tempo que delibera se deve vacinar os seus cerca de 70.000 voluntários e jornalistas locais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.