"Portugal tem uma excelente equipa, mas não se deve colocar essa pressão, pois há candidatos que considero que, à partida, são mais fortes. O que é facto é que Portugal tem estado a um nível elevadíssimo, temos uma excelente equipa e um excelente treinador. Como aconteceu anteriormente, é possível sonhar e acreditar, mas não é justo colocar essa pressão", frisou hoje, em Braga, à margem da sétima edição do Fórum do Treinador de futebol/futsal, organizado pela Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF).

Confrontado com o ambiente do futebol português, nomeadamente sobre as suspeitas sobre jogadores e equipas que jogam com os ‘grandes', Paulo Fonseca disse ser "profundamente triste o que se está a passar” em relação a essas suspeitas.

“Ou deixamos de acreditar completamente no futebol, ou valorizamos o futebol português. Essas suspeitas não trazem nada de positivo", disse.

Paulo Fonseca está em final de contrato com o Shakhtar Donetsk e o clube ucraniano pretende continuar com o técnico, mas este ainda não decidiu o seu futuro.

"O Shakhtar já me convidou para renovar, estamos em conversações, mas neste momento está tudo em aberto: poder ficar ou poder sair. Têm surgido convites, mas agora tenho de pensar o que é melhor para a minha carreira, o campeonato ainda está a decorrer e quero decidir friamente", disse.

O treinador revelou que os convites não são de Portugal, nem faz parte dos seus planos regressar nesta altura.

"Sinto-me muito mais valorizado lá fora, gosto dessa experiência. Um dia, obviamente, espero regressar", detalhou.

Sobre a sua participação no Fórum do Treinador, Paulo Fonseca considera importante a "partilha entre os treinadores".

"O futebol está sempre em evolução e é fundamental ouvirmos outras ideias, aprendermos com experiências dos colegas. Para mim, esta discussão leva-me a uma evolução que tem de estar presente. Venho aqui partilhar a minha experiência e vivências no estrangeiro, não venho ensinar nada", disse.

Já o presidente da ANTF, José Pereira, considerou que o papel do treinador português não é devidamente valorizado pelos dirigentes.

"Isso é inegável, nomeadamente em Portugal. Mas, por outro lado, temos a consciência que, em Portugal, só há treinadores portugueses nas divisões principais, e somos dos países que mais treinadores tem na Liga dos Campeões e na Liga Europa. E isso é a demonstração inequívoca da grande competência dos técnicos portugueses", afirmou o dirigente.

E por cá? "FC Porto e Benfica vão lutar até ao fim pelo campeonato"

O treinador também considerou hoje que FC Porto e Benfica são os principais candidatos ao título da I Liga, com vantagem para os 'dragões', por liderarem a prova e pela consistência do seu futebol.

"Tem sido um campeonato extremamente competitivo, com os três 'grandes' a disputarem o título nesta altura, e isso é positivo. O FC Porto está muito forte, o Benfica está a evoluir de jogo para jogo e vai ser uma luta até fim", afirmou o técnico dos ucranianos do Shakhtar Donetsk.

Para Paulo Fonseca, "o mais favorito é o que está em primeiro, porque está em vantagem e também porque apresenta um futebol consistente: a equipa do FC Porto está confiante, determinada, mas é preciso reconhecer que o Benfica está em evolução constante e vai disputar o título até ao final".

O treinador não retirou completamente da corrida os 'leões', terceiros classificados a cinco pontos dos 'dragões' e a três das 'águias', mas considera que, "para o Sporting está mais difícil neste momento, mas 'não é impossível'".

Paulo Fonseca considera que o 'clássico' Benfica-FC Porto, da 30.ª jornada, pode ser decisivo no apuramento do campeão.

"Acho que pode ser, até pelas questões motivacionais e mentais, aquilo que esse jogo pode influenciar para os restantes jogos", explicou.

Antigo treinador do Sporting de Braga, Paulo Fonseca disse acompanhar com especial destaque os jogos dos minhotos, assim como os do Paços de Ferreira, outra sua ex-equipa.

"O Abel [Ferreira, treinador do Sporting de Braga] vem confirmando o que eu esperava, que é um técnico de grande futuro, grande talento e fico muito satisfeito por ver o Braga a jogar tão bem, a produzir, a marcar golos e a ter esta pontuação. Estou muito satisfeito pelo trajeto do Abel e do Sporting de Braga" afirmou.

O Shakhtar Donetsk lidera o campeonato, já na fase de 'play-off', e Paulo Fonseca pode sagrar-se bicampeão da Ucrânia.

"Antes de eu chegar o clube não era campeão. O ano passado fomos, estamos bem lançados para o conseguir novamente e o que posso dizer é que estou num grande clube, com um excelente plantel. Espero, claro, revalidar o título", disse.

O defesa-esquerdo Ismaily, do Shakhtar Donetsk, que jogou em Portugal no Estoril Praia, Olhanense e Sporting de Braga, foi chamado recentemente à seleção brasileira, mas, para Paulo Fonseca, isso "não é uma surpresa", porque "ele é, neste momento, um dos três melhores laterais da Europa".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.