Em comunicado, Pedro Madeira Rodrigues especificou a necessidade de serem auditadas as transações envolvendo Cissé, Tanaka, Montero, Bruno César e Alan Ruiz, dos quais apenas os dois últimos ainda fazem parte do plantel da equipa da I Liga portuguesa.

“De que tem medo Bruno de Carvalho? Qual a razão do medo de uma auditoria que mostre de forma clara, transparente e independente que ele não se aproveitou do Sporting para fazer dinheiro? (...) Este é o momento para Bruno de Carvalho mostrar a pessoa séria que afirma ser”, sublinhou.

Para o adversário de Bruno de Carvalho nas últimas eleições para a presidência do Sporting, os sócios do clube “têm o direito de saber o tipo de negócios” que os dirigentes fazem em nome do clube.

“Será que Bruno de Carvalho não percebe que, e apesar de eu ter lutado para que tal não acontecesse, é ainda presidente do Sporting Clube de Portugal e que uma suspeita sobre ele é uma suspeita sobre o nosso clube?”, questionou.

Bruno de Carvalho foi reeleito presidente do Sporting em eleições realizadas a 05 de março deste ano com 86,13 por cento dos votos, num ato eleitoral em que Pedro Madeira Rodrigues obteve 9,49 por cento do sufrágio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.