"O facto de se realizar em Portugal acho bem, acho que é positivo para Portugal, mesmo sem público", afirmou Rui Rio, questionado pelos jornalistas no final do debate do Orçamento Suplementar na Assembleia da República.

Sobre a possibilidade da ?final a oito' da Liga dos Campeões de futebol poder ter público, o líder do PSD considerou que "o normal é que não tenha".

"No futebol, as circunstâncias são muito mais difíceis de controlar do que num espetáculo cultural, temos de perceber essa diferença", disse.

Ainda assim, Rui Rio admitiu a possibilidade de se encontrar uma forma de conseguir ter "algum, pouco público, muito bem enquadrado de forma a que haja o distanciamento social que deve haver".

"Não é fácil, mas se for feito com muitas restrições, talvez", disse.

Sobre a diferença de tratamento em relação aos jogos da Liga de futebol, que se estão a realizar sem público, o líder do PSD assinalou estar a falar apenas de um jogo, a final da Liga dos Campeões.

"Podem ser capazes de colocar tantas barreiras que permita alguma assistência, muito pouca", admitiu.

A UEFA anunciou hoje que a cidade de Lisboa vai receber uma inédita ?final a oito' da Liga dos Campeões, entre 12 e 23 de agosto, com todos os jogos desde os quartos de final a serem disputados no Estádio de Alvalade e Estádio da Luz, que acolhe também a final.

Há ainda a possibilidade de os quatro jogos restantes da segunda mão dos oitavos de final serem também atribuídos às cidades do Porto e de Guimarães.

Estas decisões foram hoje anunciadas após uma reunião do Comité Executivo da UEFA, sobre a recalendarização das competições europeias face à pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Questionado sobre o tema, a diretora-geral da Saúde considerou hoje "precoce" admitir a presença de público nos estádios portugueses durante esta competição que se vai realizar em Lisboa.

"É precoce dizer [se haverá público]. O que quer que a Direção-Geral da Saúde [DGS] faça, fá-lo-á avaliando a situação especifica desta competição e em articulação com o parceiro que tem nessa avaliação, que é a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Neste momento, é precoce dizer seja o que for", afirmou Graça Freitas, na conferência de imprensa diária sobre a pandemia de covid-19.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.