O adiamento foi benéfico para a preparação ou foi mais um momento de ansiedade?

Tive medo por conta da saúde mundial, havia muito mais em causa além do meu sonho e objetivo. Então fiquei tranquila, a ponto de saber que se os Jogos não acontecessem seria por uma questão de segurança.

Beneficiou com o adiamento ou está nos Jogos devido a esse facto?

Fui beneficiada. Neste ano pude reorganizar-me como atleta e senti-me mais profissional. Por estar mais “fechada” acabei por ficar mais focada, tanto que chego aos Jogos com grandes chances de medalha.

BI Olímpico

Rochele Nunes

Modalidade: Judo, +78 kg

Idade: 32 anos

Naturalidade: Pelotas, Brasil

Clube: Sport Lisboa e Benfica

Treinador: Jorge Gonçalves

Participações: Esta será a sua estreia nos Jogos Olímpicos. Rochele Nunes conquistou em março deste ano a medalha de bronze na categoria de +78 kg nos Europeus de Lisboa.

Factos & Curiosidades: Nuno Delgado (-81 kg) conquistou em Sydney2020 a primeira medalha (bronze) de judo para Portugal.

Portugal vai igualar nos Jogos Olímpicos Tóquio2020 a sua maior participação de sempre na competição de judo, ao levar à capital japonesa um total de oito atletas, o mesmo número que teve em Barcelona1992.

Jorge Fonseca (-100 kg), bicampeão do mundo, e Telma Monteiro (-57 kg), medalha de bronze no Rio2016, encabeçam a comitiva de judocas lusos, que integra ainda Catarina Costa (-48 kg), Bárbara Timo (-70 kg), Joana Ramos (-52 kg), Patrícia Sampaio (-78 kg) e Anri Egutidze (-81 kg).

Há quanto tempo está a preparar os JO? 

São mais de 20 anos a praticar judo e sempre foi o meu objetivo ir aos Jogos. Por isso, acredito que a preparação vem desde que comecei a competir enquanto atleta de alto rendimento. Mas claro que com o apuramento, e com outros resultados dos últimos dois anos, fiquei mais confiante.

Ao longo deste ciclo Olímpico, quando é que pensou: este é momento do “tudo ou nada”?

Não gosto de rotular como "tudo ou nada"... Porque quando ganhamos, não nos tornamos melhores, e quando perdemos também não somos as piores. Fomos naquele dia ou naquele momento. Mas é claro que estou a preparar-me para chegar lá, dar o meu melhor e só sair da competição com uma medalha.

Que preparação específica foi feita? (Por exemplo, vai alterar os ciclos de sono antecipadamente face à diferença horária?)

Mudei hábitos alimentares, e tenho estado mais fechada em casa. Isso porque sei que lá os contactos serão mais restritos, e assim já estarei habituada a uma rotina mais isolada.

Qual a maior dificuldade que espera encontrar em Tóquio?

Acho que o difícil vai ser conter as emoções enquanto a equipa de Portugal estiver a competir. Torcer também causa um stress emocional... Por estarmos sempre juntos é difícil não se envolver com cada combate.

Qual a coisa mais inusitada que leva na bagagem para o Japão?

Vou levar uma carta que escrevi para mim quando fiz a minha primeira prova por Portugal. Não me lembro do que escrevi, mas espero que sirva de motivação para o meu dia.

Quais são os objetivos em termos de resultados/marcas?

O meu principal foco é o ouro, e não tenho dúvidas da minha capacidade de trazer a dourada para casa. Não vai ser fácil e gosto de ter o pé no chão, mas confio no meu trabalho e potencial.

O que é um bom resultado olímpico para Portugal?

Bater o recorde de medalhas. Não apenas no judo, mas que possamos também confirmar o favoritismo nas outras modalidades

Qual a primeira memória que tem dos Jogos Olímpicos?

Abertura dos Jogos de Sydney (2000). Lembro-me de ver durante a madrugada, entusiasmada com a convocatória no desfile de cada país.

Quem é o melhor atleta olímpico de sempre na sua modalidade? 

Teddy Riner.

Se ganhar uma medalha, a quem a vai dedicar?

Primeiro aos meus pais, que me educaram e fizeram de tudo para que pudesse ter a vida que tenho hoje. Em segundo ao meu marido, que tem sido nos últimos 15 anos o melhor parceiro (ser casada com um atleta não é fácil). E, por último, a Portugal — num contexto geral (Clube, Federação, Comité e portugueses).

__________

Memórias, objetivos e até uma pandemia. Rumo aos Jogos Olímpicos, que se realizam de 23 de julho a 8 de agosto em Tóquio, no Japão, desafiámos alguns dos nossos atletas a responder a um Questionário Olímpico.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.