Um golo do defesa esquerdo Ilya Samoshnikov aos 49 minutos foi suficiente para carimbar a vitória do Rubin Kazan que recebeu esta noite o Spartak Moscovo, treinado por Rui Vitória, em jogo a contar para a primeira jornada da liga russa.

Pode-se dizer que este foi mesmo um começo azarado para o técnico português uma vez que o Spartak dominou a partida em toda alinha, com 60 por cento de posse de bola, mais pontapés de canto a favor, 10 contra três, e uma supremacia evidente no número de ações ofensivas, mas a maior eficácia do seu adversário fez a diferença.

Esta não é a primeira vez que Rui Vitória entra numa nova equipa com o pé esquerdo. Se é verdade quem em 2019 começou a sua jornada no Al Nassr com uma vitória caseira por 5-0 sobre o Al-Ansar, também é verdade que em 2015, no primeiro jogo oficial pelo SL Benfica diante do Sporting CP de Jorge Jesus, com uma Supertaça Cândido de Oliveira em jogo, o técnico estreou-se com uma derrota por 1-0.

A equipa de Rui Vitória segue em 13.º lugar ao fim da primeira jornada do campeonato russo, sem pontos, numa tabela classificativa liderada por quatro equipas, todas com três pontos, o Zenit de São Petersburgo, o Lokomotiv de Moscovo, o Dínamo de Moscovo e o Rubin Kazan.

Recorde-se que a equipa da capital russa é o adversário dos encarnados na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões. O primeiro jogo terá lugar na Rússia, no dia 4 de agosto e a segunda mão será disputada em Lisboa, no estádio da Luz, a 10 de agosto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.