“Quero agradecer ao clube e, sobretudo, à equipa por estes últimos meses fantásticos e intensos. Refleti sobre esta questão e, como não há uma convergência de ideias a 100% com o clube, tomei esta decisão”, afirmou o técnico alemão, em declarações reproduzidas no site do Wolfsburgo.

A momento da decisão de Labbadia “surpreendeu” os próprios dirigente do clube, segundo referiu o diretor Jörg Schmadtke, os quais esperavam ter “uma conversa planeada e aberta” com o técnico.

Bruno Labbadia, que enquanto futebolista representou clubes como Hamburgo, Kaiserslautern, Bayern de Munique ou Werder Bremen, assumiu o comando do Wolfsburgo em fevereiro de 2018, conseguindo a manutenção apenas no ‘play-off’, diante do Holstein Kiel.

Esta temporada, ao fim de 25 de jornadas, os ‘lobos’, que no sábado foram goleados pelo Bayern de Munique (6-0), ocupam a sétima posição na ‘Bundesliga’, a três pontos dos lugares que dão acesso à Liga Europa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.