“Evidentemente, não estou à procura de trabalho em outros clubes ou de lugares deixados vagos por outros treinadores”, disse Wenger, de 67 anos, apesar de manter em aberto a possibilidade de deixar o clube londrino no fim da época 2016/2017.

Apesar de não ter ainda tomado uma decisão definitiva sobre o futuro profissional, o treinador francês, que está no comando técnico do Arsenal há 20 anos, descartou a possibilidade de ocupar o lugar de Luis Enrique, que anunciou na quarta-feira a saída do Barcelona no final da temporada.

“A minha vontade sempre foi a mesma. Durante estes 20 anos tive várias oportunidades para sair, por isso não acho que precise de vos convencer que a minha preferência sempre foi o Arsenal”, observou Wenger.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.