Depois de dificuldades nas sessões de qualificação, disputadas na sexta-feira, em que não foi além do 21.º e 24.º lugares, hoje o portuense foi 17.º, 18.º e 17.º, respetivamente, nas três corridas do dia.

Com estes resultados, Tiago Monteiro caiu para o 22.º lugar do campeonato, com os mesmos 20 pontos que somou na jornada de abertura, em Marrocos.

De então para cá, o português ficou fora dos pontos nas três corridas disputadas na Hungria, há duas semanas, e hoje, na Eslováquia.

“Quando se arranca tão atrás, há um problema grave. Há 26 pilotos profissionais, mas estão a guiar como amadores, muito agressivos. Não é a direção certa”, explicou Tiago Monteiro à Agência Lusa, sublinhando: “Há muitas guerras. Vamos ter de falar entre os pilotos para resolver a situação”.

No entanto, continua a faltar um melhor acerto na afinação do Honda Civic.

“Melhorámos um bocadinho, mas ainda falta um pouco. Temos algumas ideias e temos de continuar a trabalhar”, sublinhou Monteiro.

O problema continua a ser, sobretudo, “a entrada em curva”.

A próxima prova realiza-se no próximo fim de semana, em Zandvoort, na Holanda.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.