Bruxelas propõe, nomeadamente, medidas destinadas a melhorar a capacidade de resistência das instituições da UE e a promover a estabilidade financeira.

Outro dos objetivos do pacote legislativo é melhorar a capacidade de concessão de crédito pelos bancos com vista a apoiar a economia da UE, nomeadamente reforçando a capacidade de os bancos concederem empréstimos às Pequenas e Médias Empresas (PME) e financiarem projetos de infraestruturas.

A Comissão Europeia apresentou ainda medidas destinadas a reforçar o papel dos bancos na realização de mercados de capitais mais profundos e mais líquidos na UE, a fim de favorecer a criação de uma União dos Mercados de Capitais.

A redução dos custos de emissão ou detenção de certos instrumentos (obrigações cobertas, instrumentos de titularização de elevada qualidade, títulos de dívida soberana e derivados utilizados para fins de cobertura) está incluída na proposta que terá que passar pelo crivo do Parlamento Europeu e do Conselho da UE.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.