“O défice do primeiro semestre das Administrações Públicas ascendeu a 7.060 milhões de euros (ME) em contabilidade pública, o que representa um agravamento de 150 milhões de euros face ao período homólogo”, indicou, em comunicado, o executivo.

Nos primeiros seis meses do ano, a despesa primária cresceu 5,7%, impulsionada pelas medidas extraordinárias de apoio à economia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.