De acordo com o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), até setembro, o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) aumentou cerca de 9,3%, em comparação com igual período do ano anterior, para 410,6 milhões de euros.

Por sua vez, o volume de negócios consolidado do grupo, que opera nos setores da pasta, papel e cimento, foi de 1.636,6 milhões de euros, no período em causa, tendo aumentado 1,7% face ao período homólogo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.