Se o futuro é elétrico, o grupo de Marco de Canavezes segue por um caminho “eletrizante”. Com a entrada no distrito de Lisboa a contribuir para um volume de negócios de 264 milhões de euros no ano passado (o que corresponde a um crescimento de 19% face a 2020), o Grupo MCoutinho aposta agora numa nova imagem, para mexer numa identidade que estava inalterada desde 2004.

“A letra M é hoje o símbolo de destaque do Grupo, homenageando Manuel Moreira Coutinho, o seu fundador, e a dimensão nacional da marca. As linhas vincadas, com os vértices vivos e o desenho ziguezagueante conferem ao logótipo o dinamismo e a mobilidade característicos do negócio. Os novos eixos da marca – eletrificação, inovação, mobilidade e sustentabilidade – destacam-se na nova identidade visual do Grupo MCoutinho”, descreve a empresa num comunicado enviado ao SAPO24.

“A nova imagem do Grupo MCoutinho reflete a ambição que temos para a centralidade do cliente no desenvolvimento da nossa oferta de serviços, num contexto em que a transição digital e a eletrificação constituem a base da mudança. A recente expansão da rede de concessionários à capital, o foco na inovação e na sustentabilidade entre os eixos estratégicos do Grupo, acentuam a oportunidade e o simbolismo da transformação que estamos a incutir à nossa marca”, diz Francisco Cabral, diretor de comunicação da empresa.

Segundo os dados adiantados ao SAPO24, o grupo tem agora 1.035 trabalhadores. No final de 2021, o Grupo MCoutinho alargou a atividade ao distrito de Lisboa, com a aquisição de duas concessões, as empresas Lisboa Oriente – Comércio de Automóveis, S.A. e FXP – Comércio de Automóveis, S.A. Esta compra aumentou os fabricantes automóveis representados pela empresa, que tem agora um portefólio global de 20 marcas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.