Como parte do seu projeto, a empresa construiu um Centro Bio Marinho de última geração, incluindo maternidade, laboratórios, e escritórios na Nazaré, no centro de Portugal, bem como viveiro em mar aberto de 100 hectares ao largo da costa da região do Algarve, com capacidade para produzir 600 toneladas de amêijoas por ano.

Com estes ativos, a empresa aplica métodos avançados de seleção e reprodução de espécies nativas europeias de amêijoas de alto valor nutritivo e de mercado e aposta agora no futuro da aquacultura sustentável com a espécie almeja babosa.

A Oceano Fresco prepara-se para lançar, em larga escala, as suas operações comerciais, começando com variedades de espécies premium de amêijoas nativas da Europa. Planeia construir um centro de operações em terra para armazenamento, embalamento e expedição da produção ao mesmo tempo que aposta no estudo e na aquisição de equipamentos para assegurar o bom funcionamento deste novo centro.

De início, a expansão da empresa focar-se-á em Espanha e Portugal, onde já contam com investidores, parceiros e clientes. A Oceano Fresco espera atingir nove milhões de euros em vendas em menos de 3 anos. O ano de 2021 marcou o arranque da primeira produção de mais de 50 milhões de sementes de amêijoa.

“Somos a única empresa do mundo que cultiva amêijoas em mar aberto e apresentamo-nos enquanto alternativa sustentável à pesca intensiva como fonte de proteína, restabelecendo a biodiversidade e os stocks marinhos. O nosso foco é Ibérico, enquanto estabelecemos as fundações para sermos um negócio à escala mundial.”, explica Bernardo Ferreira de Carvalho, CEO da Oceano Fresco.

Investida por Finanças Verdes

Como parte do seu compromisso de sustentabilidade, a Oceano Fresco recorre às finanças verdes para crescer. No início de abril, a empresa lançou a sua décima primeira campanha de financiamento colaborativo com a GoParity, uma plataforma de investimentos sustentáveis para projetos sociais e ambientais, em que espera angariar 250 mil euros de forma ética.

Desde janeiro de 2020, a Oceano Fresco já angariou 1.55 milhões de euros recorrendo à comunidade de investidores da GoParity. Este método de financiamento colaborativo é uma alternativa à banca tradicional e que reforça a sustentabilidade dos projetos de impacto por democratizar a distribuição de juros que são pagos às carteiras individuais de investidores e não a grandes instituições financeiras.

Sobre a GoParity

A GoParity é a primeira plataforma portuguesa de acesso a investimento de impacto, com base num dos 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Junta projetos de impacto social e ambiental à procura de financiamento a pessoas que queiram investir em negócios que promovam a sustentabilidade. O seu objetivo é criar um “banco verde”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. Veja todas as histórias em www.thenextbigidea.pt