O total previsto para as duas áreas metropolitanas e para as 21 comunidades de municípios, ao abrigo da Lei das Finanças Locais, é de 6.065.749 euros.

Na apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2018, o financiamento total destas entidades foi de 5,8 milhões de euros, um montante que já era superior ao disponibilizado para 2017.

A Área Metropolitana de Lisboa irá receber 576,3 mil euros e a Área Metropolitana do Porto 742,5 mil euros.

No que respeita às comunidades intermunicipais, a das Beiras e Serra da Estrela regista o valor mais elevado, ao receber 340,5 mil euros, seguida da CIM do Douro, com 319,5 mil euros, e da CIM da Região de Coimbra, com 310,6 mil euros.

A CIM do Alentejo Litoral receberá 140,5 mil euros, o valor mais baixo, seguindo-se a da Beira Baixa (151,1 mil euros) e a do Alto Tâmega (156,8 mil euros).

O OE2019 prevê também uma verba para as áreas metropolitanas de Lisboa (até ao limite máximo de 1,147 milhões de euros) e do Porto (até ao limite máximo de 912,4 mil euros), através do Fundo para o Serviço Público de Transportes.

Na proposta de OE2019, o Governo estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% no próximo ano, uma taxa de desemprego de 6,3% e uma redução da dívida pública para 118,5% do PIB.

No documento, o executivo mantém a estimativa de défice orçamental de 0,2% do PIB no próximo ano e de 0,7% do PIB este ano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.