“O nosso dever é lutar pelo nosso país, mantermo-nos fiéis às decisões escritas pelo Conselho de Segurança Nacional, tanto quanto pudermos e enquanto pudermos”, disse Aleksandar Vucic.

Vucic disse esperar discutir o fornecimento de gás com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, na próxima semana.

A Sérvia votou no mês passado a favor da suspensão da Rússia do Conselho dos Direitos Humanos da ONU por causa da invasão da Ucrânia. Em troca, a UE isentou a Sérvia das suas sanções sobre importações de petróleo e gás da Rússia.

A este respeito, Vucic assegurou que a economia da Sérvia está totalmente dependente do gás russo, e Belgrado espera negociar “um bom preço” durante as próximas conversações com Moscovo.

O atual acordo de gás entre a Rússia e a Sérvia expira a 31 de maio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.