Em nota de imprensa, a TAP referiu que entre 22 de julho e 02 de setembro vai ter seis voos semanais para a ilha de São Vicente, mais um do que no inverno e mais dois do que no verão passado.

Em declarações à agência Lusa, o delegado da TAP em Cabo Verde, João Inglês, disse que o aumento do número de voos para São Vicente não tem nada a ver com o fim das ligações internacionais diretas da companhia aérea cabo-verdiana TACV, mas sim com uma estratégia de há quatro anos de apostar no país.

“Tem a ver, sim, com a forma como a TAP encara Cabo Verde, como uma oportunidade de negócio. A nossa orientação para o país não tem nada a ver com a política seja de quem for”, sustentou.

O delegado disse que a TAP mantém a sua operação regular para Cabo Verde, para atrair os mercados, sobretudo os europeus, e mostrar que o país africano é acessível para negócio, investimentos e turismo.

Em sentido contrário, a TAP vai ter seis voos para a ilha do Sal a partir da próxima semana, em vez dos sete atuais.

Segundo João Inglês, a redução de um voo tem a ver com o facto de a TAP já ter negociado dois voos extras com outras operadoras para a ilha do Sal.

As seis ligações da TAP para o Sal serão às segundas, quartas, quintas e sextas-feiras, sábado e domingo.

Entre 09 de junho a 28 de setembro, a TAP vai manter os 11 voos semanais entre Lisboa e a cidade da Praia.

A companhia portuguesa também vai continuar com a única ligação para a ilha da Boavista.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.