Em 2016, o valor situava-se nos 5.059,00 por ano, ou seja 421,58 euros por mês, subindo este ano 2,11 euros.

“Considerando o aumento do risco de pobreza entre os idosos nos anos mais recentes, depois de anos em que esse risco diminuiu, o Governo procedeu em 2016 ao aumento do valor de referência do Complemento Solidário para Idosos)”, refere a portaria publicada em Diário da República.

Para o Governo, o Complemento Solidário para Idosos é “um instrumento fulcral no combate à pobreza dos idosos com idade superior à idade normal de acesso à pensão de velhice do regime geral de segurança social”.

Tendo o valor de referência sido atualizado em 2016, “após vários anos sem atualização”, o Governo voltou a proceder à atualização do valor de referência do CSI, em 2017, para 5.084,30 euros.

Segundo a portaria, que entrou em vigor a 01 de janeiro, “o montante do Complemento Solidário para Idosos que se encontra a ser atribuído aos pensionistas é atualizado pela aplicação da percentagem de 0,5% de aumento”.

O diploma, assinado pelos ministros das Finanças, Mário Centeno, e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, lembra que “o combate à pobreza, à exclusão social e às desigualdades” é uma das prioridades do Governo.

Segundo os indicadores mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa de risco de pobreza entre os idosos voltou a subir em 2015, situando-se nos 18,3%, mais 1,3 pontos percentuais face ao ano anterior.

Os últimos dados do Instituto de Segurança Social (ISS) indicam que, em novembro, 160.923 idosos beneficiaram do Complemento Solidário para Idosos, o que representa um aumento de 0,44% em relação aos 160.215 idosos que receberam esta prestação social em outubro.

O Complemento Solidário para Idosos é um apoio em dinheiro pago mensalmente aos idosos de baixos recursos com mais de 66 anos.

Para abranger mais beneficiários, o Governo lançou uma campanha de divulgação do CSI nos meios de comunicação social, que decorreu entre 11 de novembro e 01 de dezembro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.