O diário, que cita fontes da empresa, indica que a maior parte dos cortes, dois terços, vai acontecer em fábricas alemãs.

O conselho de vigilância da Volkswagen reúne-se hoje para aprovar o plano de investimentos.

A poupança afetará principalmente as fábricas no norte da Alemanha.

A Volkswagen admitiu no último ano que tinha equipado milhões de carros, movidos a gasóleo, vendidos em todo o mundo, com aparelhos que reduziam o óxido de nitrogénio durante os testes das emissões poluentes, mas que depois, em condições habituais de condução, permitiam que as emissões superassem em mais de 40 vezes os limites autorizados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.