Para acompanhar as eleições de um país onde cada vez menos pessoas são neutras, alguns de nós vão tomar a decisão de passar a noite em branco. Em branco - e com vinho branco. Não recomendo, mas se estiver mesmo nessa, proponho um jogo para tornar a noite eleitoral americana mais divertida:

Comece por colocar uma fotografia da CNN nas redes sociais para mostrar que está a acompanhar a noite eleitoral como se fosse americano, mas mude depois para um dos canais informativos portugueses. Às horas a que isto se vai desenrolar a cabeça já não está para traduções.

Sempre que Luís Costa Ribas aparecer, beba um gole de Budweiser.

Sempre que um comentador português disser “Os chamados swing states”, beba dois goles de conhaque.

Sempre que um comentador português disser “Temos de prestar atenção sobretudo aos resultados que nos chegam da Pensilvânia”, beba dois goles de Licor Beirão.

Sempre que se disser “para Biden não ganhar, as sondagens teriam de estar ainda mais erradas do que estavam em 2016”, beba dois goles de vinho do Porto.

Se pouco depois da meia-noite perceber que tem demasiado soninho e que não vai conseguir acompanhar a noite eleitoral a par e passo, escreva no Facebook "É incrível como esta elite intelectual dá mais atenção às eleições americanas do que às eleições em Portugal" e vá dormir.

Sempre que vir imagens de montras partidas, beba um gole de Jack Daniel's.

Sempre que vir imagens de Proud Boys armados, beba um shot de Gold Strike.

Sempre que se disser “Trump foi o primeiro de uma era de líderes populistas, como Jair Bolsonaro” beba seis goles de cachaça.

Sempre que um comentador português disser "Biden e Obama não são a mesma coisa", beba um gole de aguardente.

Sempre que um comentador português explicar o que é o Colégio Eleitoral, beba um gole de cointreau.

Sempre que se referir “interferência da Rússia”, beba três goles de vodka.

Sempre que o comentador português disser "New Hampshaire" em vez de "New Hampshire", beba dois goles de gin.

Sempre que se disser "too close to call", beba três goles de rum.

Se Biden ganhar o Texas, beba três shots de tequila.

Durante a madrugada, sempre que um pivot de um canal informativo português especificar há quantas horas é que estão a fazer emissão, como que a suplicar para sair dali para ir para a cama, beba um RedBull.

Sempre que se disser "isto não ficará resolvido esta noite", beba dois copos de um tinto reserva.

Se Trump declarar vitória, mesmo sem qualquer resultado oficial, beba três shots de absinto.

Se acordar e Trump for declarado vencedor, beba 3 copos de Guronsan.

Recomendações

Os artigos deste site sobre a eleição.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.