Não deixa de ser um pouco triste que ainda tanta gente se vista para este evento glamouroso de forma completamente normal, como se a maior concentração de estilo do país não merecesse mais esforço do que uma camisa/top e umas calças.

Felizmente, as modelos abrilhantaram os dias e noites com o seu arrojo. Aquilo que mais me deleitou foi ver como tantas elas foram de botas pretas da "Doutor Martins", que muita gente apelida injustamente de "Doc Martens dos pobres", quando na verdade elas só estão é a apoiar a indústria portuguesa de contrafação. Tendo em conta que eram umas 15.000 assim calçadas, por vezes parecíamos estar numa parada militar de estilo.

Tal como nas botas, adorei a forma como arriscaram no resto do outfit tendo em conta que se vestiram de forma rigorosamente igual a como se têm vestido há quatro anos desde que viram as primeiras fotos de Coachella. O vestir o mesmo todos os anos é o novo arriscar.

E assim sendo, junta-se ao look o calção e o top pretos, o cinto com mais ou menos tachas, e claro, o véu esvoaçante que ondula suavemente como quem diz "sexy sem ser vulgar". Mas é na cara e na cabeça que a magia acontece e onde as melhores se destacam das demais, mostrando porque é que são as "Cristinas Ferreiras" do influencing. O flexing glitter que brilha e reluz em dourado e prateado, em harmoniosa combinação com os brilhantes na testa e têmporas, em crescendos ou diminuendos, elegem-nas como as Generais deste exército de soldadas constantemente prontas para influenciar.

Além disto tudo, alguns sortudos como eu, volta e meia, tivemos a sorte de, naquele safari de estilo que foi o NOS Fashion Style Alive, ver a "Influencer Joker": aquela que tem este outfit todo e ainda o completa com aquele chapéu à cowgirl urbana. E digo sorte porque além da óbvia beleza rara e grande poder de influenciamento, muito dificilmente é avistada por estar a ser constantemente assediada pelas máquinas fotográficas, a da frente e a de trás dos seus telemóveis.

Concluindo, foi mais uma grande festa da moda, e dizem os rumores que ainda houve tempo para música e stand-up comedy.

Até para o ano!

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.