É que há aí cenas que o pessoal fica mêmo, what tha fuuuuck? Agora rebentou aí um “beef” entre o Piruka e o Holly Hood, MC’s da tuga ouvidos por milhões de pessoas. E o que é um “beef”, neste caso? É ex-amigos chateados um com outro a fazer músicas com insultos recíprocos.

A internet entra em convulsão e divide-se em #teamPiruka e #teamHollyHood. São como cheerleaders a apoiar os seus ídolos no basket, caso os jogadores de basket estivessem só a atirar a bola à cara uns dos outros em vez de a atirarem para o cesto. No fundo, são meninos no recreio a mandar bocas e os outros à volta a dizer “eeeiiissh, admites, admites?”, “Eish! Ficas-te? Ganda abaaaaafo!”, “Ui, agora matou mêmo! Ganda estiga, mo boy!”, e todo um rol de palavras mais ou menos conexas que formam esta espécie de dialeto.

Quando digo aos meus amigos que isto é tudo um pouco (será só um pouco?) parvo e infantil, eles dizem que eu não percebo o hip-hop tuga. Eu também não percebo nada de física quântica ou cozinha molecular, e não é por isso que as considero disciplinas parvas.

Mas admito uma coisa: com o título desta crónica, estou a ser injusto. O hip-hop tuga não é o recreio da escola, é a escola toda. Estas musiquetas a dizer “ah, ya, tu ‘tájaí com essas cenas, mas a tua face cheira a chulé” e outro a responder com outras musiquetas que dizem “street fighter mc coiso, a tua mãe lá atrás, dicas cansadas como esse teu ass, e eu e os meus niggaz é que representamos neste cabaz” – poesia pura, de facto – é que são o recreio. Nas salas, estão os professores Sam The Kid, Valete ou Capicua a ensinar como é que se escreve.

Mas como, de facto, se calhar sou eu que não percebo nada disto, vou antes ver vídeos de tapeçaria tradicional iraniana.

Propz, meu peepz! Fiquem nice and clean, mêmo sempre tipo no represent! FUI!

Sugestões mais ou menos culturais que, no caso de não valerem a pena, vos permitem vir insultar-me e cobrar-me uma jola:

- GIRA:  Finalmente Lisboa vai ter bicicletas que alugáveis, como Londres e Paris têm há 20 anos. Ainda não é na cidade toda, mas arranca no sábado em Alvalade e Avenidas Novas, depois da fase de testes que houve durante o verão no Parque das Nações.

- "A Pecadora": Mais uma série incrível da Netflix.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.