São 21 artistas e bandas em 21 teatros diferentes, de norte a sul do país, mas a data e hora são as mesmas para todos: 20 de junho, às 21:30.

Cobrindo todo o território nacional, o Festival Regresso ao Futuro vai, por exemplo, levar Carolina Deslandes ao Teatro Municipal de Bragança e Diogo Piçarra ao Teatro das Figuras, em Faro. Ana Moura sobe ao palco do Quartel das Artes, em Oliveira do Bairro, ao passo que António Zambujo atua no Teatro Virgínia, em Torres Novas.

Camané, Samuel Úria, Tiago Bettencourt, Bárbara Tinoco, Clã e Gisela João são outros nomes confirmados para esta iniciativa.

Festival Regresso ao Futuro

Os bilhetes vão estar à venda a partir de dia 9 de junho, nos locais habituais e nas bilheteiras dos teatros onde vão ocorrer os concertos, e têm um custo único de 10 euros.

A organização garante as condições de segurança e distanciamento social exigidas, por causa da covid-19.

Este valor, refere a organização, vai reverter para o Fundo de Solidariedade para a Cultura, criado pela Audiogest (associação que representa produtores musicais) e GDA (Gestão dos Direitos dos Artistas), destinado a todos os profissionais dos setores das artes.

Refere o comunicado de imprensa que o Festival Regresso ao Futuro tem como função reafirmar "a vocação decisiva dos Teatros Municipais para a sustentabilidade da cultura em Portugal, a sua importante contribuição para a circulação artística, agindo como um catalisador de esperança, resiliência e confiança para o público", assim como unir e mobilizar "os Teatros Municipais, os artistas, as equipas técnicas, a organização da Sons em Trânsito e o público numa frente comum".

"O objetivo deste fundo é apoiar financeiramente, até ao limite das disponibilidades, profissionais (incluindo profissionais independentes e trabalhadores) do setor cultural, que se encontram a braços com uma crise sem precedentes, tantos deles arredados dos apoios públicos, precisamente fruto da precariedade estrutural do setor", lê-se ainda no comunicado.

Para além do cariz solidário da compra do bilhete em si, o público que compareça neste evento é ainda "convidado a levar alimentos não perecíveis para entrega nos Teatros, que serão recolhidos e distribuídos pela União Audiovisual junto dos profissionais dos setores das artes que se encontram em situação de maior vulnerabilidade alimentar".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.