Também estamos no Instagram! Segue-nos em @vaisgostardisto, página que vamos utilizar para acompanhar o dia a dia do mundo na cultura pop.

Partilha a newsletter com os teus amigos que não sabem o que ver.


Netflix

  • “Night Stalker”: Para os fãs do macabro e de docs criminais, esta série promete ser o próximo trending topic discutido nas redes sociais. Acompanha a investigação e perseguição de Richard Ramirez que, no verão de 1985, foi responsável por uma série de crimes em Los Angeles e São Francisco, potenciados por uma vaga de calor que levou a que muitas pessoas deixassem as suas janelas abertas. Estão a ver? Frio é que é bom.

"Acho Que Vais Gostar Disto" é uma rubrica do SAPO24 em que sugerimos o que ver, ler e ouvir.

Para ter estas sugestões confortavelmente no e-mail, basta subscrever a rubrica em formato newsletter através deste link.

  • “Death to 2020”: Dos criadores de “Black Mirror”, este documentário satírico conta com figuras de luxo como Samuel L. Jackson, Hugh Grant e Lisa Kudrow, e revisita os principais acontecimentos de 2020, colocando os diferentes atores a encarnar personagens de especialistas que os vão comentando. Uma ótima forma de compreender um ano que pareceu uma década.
  • “Lupin”: Protagonizada por Omar Sy (“Amigos Improváveis”), a série francesa conta a história de um homem que procura limpar o nome do pai. Para isso, inspira-se na personagem de um livro que o pai lhe ofereceu quando era criança, Arséne Lupin, um galã que, através de diversos disfarces, resolvia as suas missões sem que as pessoas conseguissem descobrir a sua identidade.

Amazon

  • “All or Nothing At All: Tottenham”: Fãs de futebol e fãs de José Mourinho, este documentário é provavelmente o melhor acesso de sempre aos bastidores de uma equipa treinada pelo treinador português. É simultaneamente um espelho da melhor liga de futebol do mundo, dos desafios que coloca a quem quer vencer e das adaptações que a pandemia obrigou as equipas de futebol a fazer.
  • “Seinfeld”: Com tudo o que têm de mau, os confinamentos são boas alturas para finalmente ver “aquela série que todos devíamos ver, mas que tem temporadas a mais”. A série protagonizada por Jerry Seinfeld influenciou praticamente todas as séries de comédias que se lhe seguiram (“Friends” não caiu do céu) e tem exatamente o registo cómico e descontraído que podem tornar os dias mais fáceis de passar com umas gargalhadas.
  • “Sound of Metal”: Este filme está na conversa para os Óscares e conta a história do baterista de uma banda de heavy metal que começa a perder a audição e com isso a capacidade de fazer aquilo de que mais gosta. Uma história de superação daquelas que faz bem ver quando te começares a sentir em baixo no teu  desporto de sofá.

HBO Portugal

  • “Tiger”: Aos 10 meses de idade, Tiger Woods já dava as primeiras tacadas de golfe e já tinha a sua vocação atribuída pelo pai - ser o melhor golfista de todos os tempos. A premonição acabou por se tornar verdade, mas não sem muitos sacrifícios e polémicas à mistura. Este documentário ajuda-nos a perceber melhor a história do atleta norte-americano.
  • “The Wire”: O mesmo argumento de “Seinfeld” pode ser feito aqui, se estiveres à procura de algo mais sério e com um selo de qualidade que garante que não estás a desperdiçar o teu tempo. A série clássica da HBO, arrisco-me a dizer, está em todas as listas de melhores séries de sempre e conta as história da vida criminosa de Baltimore e do grupo de detetives e polícias responsáveis por a combater.
  • “Bad Education”: Protagonizado por Hugh Jackman (“X-Men”), conta a história verídica de dois dirigentes de uma escola pública nos EUA que, ao mesmo tempo que tentavam tornar a sua instituição na melhor do país, desviaram milhões de dólares para proveito próprio até serem descobertos. Curiosamente, o autor do argumento do filme foi aluno na dita escola.

Disney+

  • “Star Wars: The Rise of Skywalker”: A trilogia mais recente de Star Wars terminou no final de 2019, portanto já é mais que razoável haver aquela necessidade de ou a rever novamente ou finalmente dar-lhe uma oportunidade, depois da desilusão que o filme anterior da saga. A Disney já anunciou uma expansão do universo Star Wars com novas séries a chegar em 2021, por isso é uma boa altura para fechar este capítulo.
  • “Hotel Doce Hotel”: Esta sugestão entra na categoria de coisas que podem já ser  demasiado juvenis para a maior parte, no entanto o confinamento também serve para ter momentos de nostalgia e rever séries que fizeram parte da nossa infância. Nesse aspeto, a história dos dois gémeos que criavam o caos no dia a dia de um hotel é obrigatória.
  • “WandaVision”: Estreou esta sexta-feira e marca uma nova fase para o universo dos super-heróis da Marvel. Numa espécie de registo de sitcom, a série é uma homenagem aos formatos do género ao longo das décadas e é uma aposta arriscada mas bem sucedida da Marvel na forma de contar a história de Wanda e de Vision. O segundo morreu em “Avengers: Endgame”, por isso ficamos na dúvida sobre o contexto em que a história está a acontecer.

Apple TV+

  • “Morning Show”: Uma série com um elenco de luxo composto por Jennifer Aniston (“Friends”), Steve Carrell (“The Office”) e Reese Witherspoon (“Big Little Lies”) conta a história de um programa de TV da manhã, por onde irrompe um caso de assédio sexual que põe em causa a reputação da cadeia que o transmite e a relação das pessoas que o produzem umas com as outras.
  • “Ted Lasso”: Um acordo de divórcio entre um casal inglês leva a que a mulher fique dona do clube de futebol do ex-marido e que decida fazer tudo para o destruir como vingança. Para isso, contrata um treinador de futebol americano para comandar a sua equipa na esperança de que isso leve a resultados desastrosos. Depois de muita contestação, a personalidade de Ted Lasso, apesar da sua falta de conhecimento sobre o desporto-rei, vai levá-lo a conquistar os fãs, os seus jogadores e a própria dona do clube. Mas será isso o suficiente para o clube ser bem-sucedido?
  • “Beastie Boys Story”: Os Beastie Boys foram uma das bandas de maior sucesso nas décadas de 80 e 90 e a sua história foi feita de altos e baixos. Do trio original (Mike D, MCA e Ad-Rock) já só sobram dois e decidiram ir, em palco, contar a história da banda num formato muito original e de como passaram um pouco por todos os géneros, do punk-rock ao rap.

Opto SIC (versão premium)

  • “O Clube”: Uma das apostas da SIC em conteúdo diferenciador de novelas, é uma série que conta a história de um clube exclusivo de Lisboa e do grupo de mulheres e raparigas que o tornam atrativo. Num mundo em que as saídas à noite ainda eram possíveis, não são só as músicas do DJ que interessam, mas também as pessoas que podem lucrar com os negócios paralelos e não-paralelos nos quais o Clube está envolvido. Tem como caras conhecidas Vera Kolodzig, Sara Matos, Margarida Vila-Nova, Filipa Areosa e José Raposo.
  • “Gato Fedorento”: Há quase 20 anos, passámos todos a ser especialistas a imitar um matarruano ou um senhor que leva uma vida pacata em Alfama. Isso deve-se ao grupo de humoristas mais famoso de Portugal e aos sketches que foram fazendo ao longo dos anos. Revê-los é uma boa forma de nos distrairmos e rirmos com a nossa família.
  • “Médico de Família”: Ainda hoje é o conteúdo da televisão portuguesa com maior média de audiência por episódio, com 2 milhões de espectadores. A série foi adaptada de uma série espanhola e foi transmitida entre 1998 e 2000, contando a história de Diogo Melo, um médico viúvo, nos seus trinta e com três filhos por criar, protagonizado pelo ator Fernando Luís. Dizem as más línguas que um reboot poderá estar a caminho.

Créditos Finais

  • A Wikipédia chega aos 20 anos: na nossa página de Instagram, fizemos a nossa homenagem à plataforma que tanto nos ajudou a fazer trabalhos e a ganhar discussões.
  • Nove anos depois: A Tarte foi o primeiro projeto a passar pela série The Next Big Idea, um magazine sobre inovação e startups produzido pela MadreMedia para a SIC Notícias. De regresso, agora têm um novo produto: O Gelado. Vê os episódios da nova temporada no canal de YouTube do The Next Big Idea.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.