É uma das zonas mais populares e preferidas pelos turistas. E foi precisamente após decorrer uma excursão que envolveu oito passageiros que o capitão de um barco de nove metros informou que a embarcação fazia a viagem de regresso até a um porto no estado de Queensland, na Austrália, quando uma baleia-jubarte atingiu a embarcação por trás, fazendo com que o barco "voasse".

"Numa fração de segundo, caímos todos no chão e o barco voou", disse à AFP o capitão, Oliver Galea. "Ninguém conseguiu perceber o que se estava a passar", disse.

Um sul-africano de 71 anos perdeu a consciência e foi levado para um hospital de helicóptero, assim como outros três homens.

Um turista sofreu uma fratura no nariz e recebeu oito pontos devido a um ferimento na cabeça. Um terceiro passageiro teve fraturas no rosto e outro saiu do acidente com costelas fraturadas.

"É frequente depararmo-nos com elas [baleias], mas nunca aconteceu nada parecido", completou o capitão.

Todos os anos as baleias-jubarte migram do oceano antártico para as águas quentes da costa australiana com dois intuitos: acasalar e dar à luz as suas crias. Esta espécie pode chegar aos 16 metros de comprimento.

No entanto, este episódio não abalou nenhum dos passageiros a bordo. "Encontram-se num bom estado de espírito", disse Galea. "O mais importante é que todos regressámos a casa e temos algumas cicatrizes de guerra para mostrar", rematou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.