O comprador, Takamaru Konishi, pagou o preço por um cacho de 30 uvas "Ruby Roman", muito doces e do tamanho de uma noz, no primeiro leilão da temporada. "Vamos expor esta peça na nossa loja, antes de deixar os nossos clientes degustarem", afirmou à imprensa o comprador, natural da região oeste do país.

Os leilões de frutos excepcionais registam preços elevados no país, o que proporciona notoriedade e prestígio às lojas dos compradores. As cooperativas agrícolas organizam este tipo de venda para chamar a atenção da imprensa e a curiosidade dos consumidores.

No ano passado, uma melancia foi vendida por 350.000 ienes (3.150 euros) e dois melões Yubari, uma das frutas mais conhecidas no Japão, encontraram um comprador que pagou 1,5 milhões de ienes (13.400 euros).

Os japoneses veneram as frutas consideradas de luxo. Nas lojas é possível observar grandes cestas para presente, um brinde muito apreciado no país.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.