Caetano Veloso e Salvador Sobral sobem ao palco no próximo domingo e já começaram os ensaios. Ao piano, a acompanhá-los, está Júlio Resende, pianista e compositor português. Estiveram também presentes Luísa Sobral, irmã de Salvador, e Janeiro, concorrente escolhido pelo vencedor do ano passado para participar este ano no Festival da Canção.

Um vídeo publicado no Facebook de Caetano Veloso mostra o momento.

Quando Salvador Sobral representou Portugal no Festival Eurovisão da Canção de 2017, em Kiev, o músico brasileiro manifestou publicamente o seu apoio ao cantor de "Amar pelos Dois": “Quero que o Salvador Sobral ganhe, ele é bom demais.”

Depois da vitória, Salvador Sobral chegou mesmo a dizer que os elogios do intérprete de "O Leãozinho" ou "Você é linda" valiam "mil vezes mais" que o troféu.

Em maio, os dois chegaram mesmo a encontrar-se por ocasião de um concerto de Caetano Veloso em Portugal. Os dois artistas encontraram-se em casa da fadista Carminho e interpretaram juntos um dos temas do álbum de estreia do cantor brasileiro, "Nem Eu", cantado originalmente por Nana Caymmi.

A confirmação de que cantariam juntos na final da Eurovisão surgiu no início de abril. "Este encontro em palco é a mais bonita forma de mostrar ao mundo a admiração que estes dois artistas têm um pelo outro", escreveu a organização.

Os bilhetes para a Grande Final do Festival Eurovisão da Canção 2018 já se encontram esgotados. O espetáculo ao vivo, a 12 de maio, será transmitido em direto pela RTP1.

Hoje, 18 países competem na segunda semifinal da 63.ª edição do Festival Eurovisão da Canção, que decorre em Lisboa, e na qual irão atuar também Alemanha, França e Itália, automaticamente apurados para a final.

O palco desta edição foi montado na Altice Arena, no Parque das Nações, o ‘quartel-general’ do concurso que Portugal venceu pela primeira vez no ano passado, com a canção “Amar pelos dois”, interpretada por Salvador Sobral.

Hoje competem Noruega, Roménia, Sérvia, São Marino, Dinamarca, Rússia, Moldávia, Holanda, Austrália, Geórgia, Polónia, Malta, Hungria, Letónia, Suécia, Montenegro, Eslovénia e Ucrânia.

Além destes países, serão ainda apresentadas as canções da Alemanha, França e Itália. Estes países só competem na final, por fazerem parte do grupo dos chamados ‘Big 5’ (que inclui ainda Espanha e Reino Unido), os países que contribuem com mais verbas para a European Broadcasting Union (EBU, na sigla em inglês), que organiza o concurso.

Além dos ‘Big5’, também Portugal está automaticamente apurado para a final, mas por ser o país anfitrião. Cláudia Pascoal dá a voz ao tema “O Jardim”, composto por Isaura.

Dos 18 países hoje em competição, os dez com maior pontuação passam para a final, marcada para sábado. A pontuação é decidida por televoto (com um peso de 50%) e por júris nacionais (outros 50%). Todos os júris dos países que competem na semifinal irão votar, bem como os júris de Alemanha, França e Itália.

Na terça-feira, durante a primeira semifinal, ficaram apuradas para a final as canções da Áustria, Estónia, Chipre, Lituânia, Israel, República Checa, Bulgária, Albânia, Finlândia e Irlanda.

O Festival Eurovisão da Canção é realizado pela EBU em parceria com a RTP, em Lisboa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.