“A propósito de nada” é o título desta autobiografia que chega hoje Portugal. A publicação da biografia foi inicialmente recusada pelas editoras norte-americanas, já que o autor e realizador se vê envolto em acusações de abuso sexual.

Em março deste ano, o detentor dos direitos de publicação (o grupo editorial Hachette), que tinha aceitado publicar o livro nos Estados Unidos, decidiu não o fazer. Em causa estavam os protestos de funcionários, devido às acusações de abuso sexual contra Woody Allen a uma das filhas adotivas, Dylan Farrow.

A autobiografia acabou por ser publicada pela editora Arcade PublishingQuatro meses depois, pode ser adquirida em português, com um título fiel ao original: "Apropos of Nothing".

Uma vida com as letras e o espetáculo

Nasceu na “cidade que nunca dorme”, Nova Iorque, nos Estados Unidos. Hoje com 84 anos, passou pelos jornais da Broadway, para onde escreveu textos humorísticos desde cedo, seguidos de textos para rádio, televisão, teatro, cinema e para a revista The New Yorker.

Passou da escrita no papel para se estrear como stand-up comedian. Daí não demorou a guionar filmes e a dirigi-los. Como realizador de cinema, trouxe ao grande ecrã clássicos contemporâneos como "Annie Hall", em 1977.

Ao longo de seis décadas, não só escreveu e realizou cinquenta filmes, como também protagonizou muitos deles. Livros também saíram das mãos do autor. “Deus - Uma comédia em um ato” é uma das peças de teatro que escreveu.

Está disponível agora o livro “A Propósito de Nada”, escrito pelo próprio Woody Allen. Em 450 páginas, o autor escreve sobre relações pessoais, mas também episódios da vida profissional.

Em nota de imprensa, lemos que Woody Allen escreve “sobre os seus casamentos, primeiro com a namorada de infância, depois com a divertidíssima Louise Lasser, que ainda adora; escreve também sobre o namoro e a amizade de toda a vida com Diane Keaton” e ainda “descreve a sua relação pessoal e profissional com Mia Farrow, que resultou em vários filmes clássicos, a que se seguiu a rutura, para gáudio da indústria tabloide.”

Polémicas não ficam de fora. Um dos capítulos da vida do autor que vivem dentro do livro é o das acusações de abuso sexual de que Woody Allen é alvo desde os anos 90.

O amor também é esmiuçado. Woody Allen explica que ninguém se surpreendeu tanto quanto ele, quando aos 56 anos se envolveu com Soon-Yi Previn, então com 21. Essa foi uma relação cheia de amor e drama, que resultou num casamento que já dura há mais de vinte anos. É a ela a quem dedica o livro.

A editora, em nota de imprensa, não se poupa em adjetivos: “Hilariante, sincero, pleno de perspetivas criativas e não menos divertido, eis um ícone norte-americano a contar a sua história, sem que lho tivessem pedido”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.