Os concertos, de entrada livre, encerram a programação de cada um dos quatro dias do festival, a partir das 22:00, e contam com os músicos Susana Baca, vencedora de dois Grammies, ex-ministra da Cultura do Peru, na quinta-feira, o jazz da cubana Yilian Cañizares, na sexta-feira, o tango da argentina Adriana Varela, no sábado, e com o novo espetáculo do brasileiro Chico César, “Estado de Poesia”, no domingo.

A programação do festival integra ainda, “ao final da tarde, sessões de leitura de textos, contos e poemas, por várias figuras conhecidas, como a cantora brasileira Adriana Calcanhotto, a poetisa Matilde Campilho e o ator, encenador e escritor André Gago”, segundo o comunicado da Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) da Câmara de Lisboa.

Hoje, primeiro dia, o festival abre às 19:00, com a sessão “Descobrir o Brasil”, que tem como protagonistas Adriana Calcanhotto e Matilde Campilho, os autores Daniel Rocha Leite e Mariano Moravatto, o músico Luís Bastos e o jornalista e escritor Nuno Miguel Guedes, como anfitrião.

“Passear pelo Equador” divide-se em duas partes, a apresentar na sexta-feira e no sábado, e é um espetáculo que contempla “grandes tradições literárias e poéticas da América Latina, numa viagem em que não é preciso passaporte: Borges, Garcia Marquez ou Neruda são apenas alguns dos guias”, lê-se na programação.

Entre os convidados deste passeio contam-se os poetas Carla Badillo Coronado e José Anjos, com a ‘blogger’ Paula Cortes, no primeiro dia, e Ana Água, André Gago e Catarina Aidos, que fazem as leituras, no segundo dia.

No último dia do festival, domingo, Chico César fará uma leitura do seu conto infantil “O Agente Laranja e a Maçã do Amor”, seguida de um ‘workshop’ de escrita criativa para crianças, antes da atuação do músico, que encerra o festival.

Haverá ainda atividades dedicadas aos mais novos e “festinhas em família”, durante o fim de semana, no Museu da Marioneta, entre as quais um teatro de sombras, ateliês e um espetáculo de circo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.