Em cena desde novembro, "Laura - O Musical", de Filipe La Féria anda a encantar quem visita o Politeama e irá continuar no próximo mês.

Este é um espetáculo inteiramente dedicado à atriz Laura Alves, uma referência da representação no século XX.

Segundo a organização, esta é uma encenação que "percorre diversas épocas da vida da grande atriz e foca os acontecimentos mais importantes da nossa história, desde o final da 1ª República até à viragem para o século XXI".

Espera-se que fique em cena pelo menos até 30 de junho de 2024 e o papel principal, Laura Alves, é interpretado por Sissi Martins, conhecida atriz de teatro musical.

O restante elenco é composto por atores novos e veteranos, como Rui Andrade no papel de Vasco Morgado, dezasseis bailarinos e uma orquestra ao vivo.

Os bilhetes estão à venda nos locais habituais e as sessões acontecem de quarta a sábado, às 21h00, e sábado e domingo, às 17h00. Podem ser adquiridos aqui. Os preços variam entre os 10 euros no segundo balcão e os 35 euros na primeira plateia.

Noutro teatro clássico de Lisboa, o Maria Matos, é a vez de Carolina Deslandes e Bárbara Tinoco se estrearem como compositoras e letristas de teatro musical, também com música ao vivo.

O musical "A madrugada que eu esperava", com texto de Hugo Gonçalves e encenação de Ricardo da Rocha, estará em cena entre 14 de fevereiro e 28 de abril no Teatro Maria Matos, em Lisboa, e nos dias 30 e 31 de maio no Coliseu do Porto.

“O musical ‘A madrugada que eu esperava’ leva a palco uma clássica e universal história de amor, onde os protagonistas são obrigados a enfrentar o conflito entre o que sentem e o que acreditam. Protagonizado por Bárbara Tinoco, Carolina Deslandes — que assinam também a autoria da música do espetáculo — e Diogo Branco, o elenco conta ainda com Brienne Keller, Dinarte Branco, JP Costa, João Maria Pinto, Jorge Mourato, José Lobo, Maria Henrique (encarregue também da direção de atores), Mariana Lencastre e banda ao vivo”, adianta a produtora.

Esta será uma estreia na representação para Bárbara Tinoco, mas não para Carolina Deslandes, que participou em 2021 no espetáculo “A nova Cinderela no gelo”.

Em “A madrugada que eu esperava”, Carolina Deslandes e Bárbara Tinoco interpretam Olívia, alternando o papel com o de Clara, sua irmã.

Segundo a produtora, “desta forma, a atriz que interpreta Olívia mudará de dia para dia, sendo umas vezes Carolina Deslandes e outras Bárbara Tinoco”, sendo que ambas “estarão em palco em todas as apresentações do espetáculo, quer no papel de Olívia, quer no de Clara”.

A ação do musical desenrola-se em 1971 e centra-se nas personagens Olívia e Francisco, interpretado por Diogo Branco, que se conhecem e apaixonam num grupo de teatro amador que está a produzir uma versão musical de “Romeu e Julieta”.

Os bilhetes para o espetáculo já estão à venda e custam entre os 20 e os 25 euros para Lisboa, e os 15 e os 35 euros para o Porto. Podem ser adquiridos aqui.

Também em fevereiro, a Lisbon Film Orchestra apresenta o musical Off-Broadway (fora da Broadway, em tradução livre) 'Os Últimos Cinco Anos'.

Esta peça, que não se trata de uma estreia, tendo em conta que o musical já tinha sido exibido no passado, regressa agora ao teatro Armando Cortez, em Lisboa, de 15 de fevereiro a 10 de março, com Vânia Blubird e Samuel de Albuquerque, acompanhados por seis músicos ao vivo.

Segundo a organização, 'Os Últimos Cinco Anos' conta: "A história da relação disfuncional entre Jamie Wellerstein (Samuel de Albuquerque), um romancista em franca ascensão, e Cathy Hiatt (Vânia Blubird), uma atriz que luta pela sua carreira sem grande sucesso. Cinco anos os juntam, mas, ao mesmo tempo, cinco anos os separam. Os seus caminhos apresentam-se tão diferentes na forma como na cronologia. Jamie começa pelo início da sua relação, o seu primeiro encontro, avançando até à rutura, enquanto Cathy começa pelo fim, o término do seu casamento, recuando no tempo até ao momento em que se apaixonam".

Este foi um musical escrito por Jason Robert Brown e inspirado no casamento fracassado do próprio com Theresa O'Neill. Viu a sua estreia no Northlight Theatre de Chicago em 2001, sendo posteriormente produzido Off-Broadway em março de 2002. Desde então, teve várias produções tanto nos Estados Unidos como no plano internacional.

Nesta versão portuguesa, o espetáculo será encenado por Pedro Pernas e tem direção musical de Nuno Sá. Os bilhetes já estão à venda nos locais habituais, com preços entre os 10 e os 20 euros e podem ser adquiridos aqui.

Por último, numa segunda temporada, 'Annie - O Musical', da MTL (Music Theater Lisbon), também regressa ao Auditório da Biblioteca Orlando Ribeiro, em Lisboa.

Esta é uma "produção imersiva", segundo a organização. Nesta adaptação, em língua portuguesa, existe música ao vivo, com orquestra, e um elenco dez atrizes, cantoras e bailarinas, nomeadamente Lily Arriaga, nomeada em 2022 como Broadway Rising Star.

O espetáculo de teatro musical esteve cerca de seis anos em cena na Broadway, com quase 2500 apresentações, tornando-se um fenómeno mundial e vencendo sete prémios Tony, considerados os Óscares do teatro.

O objetivo é que o público seja convidado a "viajar até aos mágicos anos 30 em Nova Iorque" numa história de "otimismo e de celebração apaixonante para todas as idades".

O espetáculo conta com o apoio da Junta de Freguesia Lumiar e já esteve em cena com sala esgotada durante o mês de dezembro. Volta agora à mesma sala entre de 16 a 18 de fevereiro. Os bilhetes custam entre os 17.50 e os 20 euros e podem ser adquiridos aqui.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.