"O Mick [Jagger] fo avisado pelos doutores de que não pode ir em digressão pois precisa de tratamento médico", escreveu a banda num comunicado, citado pelo jornal The Guardian.

Por essa razão, "infelizmente, os Rolling Stones tiveram de anunciar o adiamento das suas próximas datas de digressão nos EUA e Canadá - pedimos desculpa por qualquer inconveniência causada a quem tenha comprado bilhetes para os concertos".

No entanto, a banda recomendou os fãs a guardarem esses bilhetes "pois serão válidos para novas datas marcadas, que serão anunciadas brevemente", já que "os doutores disseram ao Mick que se espera que faça uma recuperação completa para que ele possa voltar aos palcos o mais cedo possível".

Os promotores da digressão, AEG Presents e Concerts West, confirmaram também que haveria novas datas.

Não foram avançados quaisquer detalhes concretos quanto ao estado de saúde de Jagger.

O cantor deixou uma nota na sua conta de Twitter, pedindo desculpa a todos os fãs nos EUA e no Canadá com bilhetes. "Eu odeio desapontar-vos desta maneira. Estou desolado por ter de adiar a tour mas estou a trabalhar no duro para voltar para os palcos o mais depressa que puder", escreveu Jagger.

Depois de terminar no final do ano passado a etapa europeia de "No Filter", iniciada em 9 de setembro de 2017, os Rolling Stones tinham previsto realizar entre abril e junho a segunda fase da digressão, com 17 concertos previstos nos Estados Unidos e no Canadá.

A tour era suposto começar no Hard Rock Stadium em Miami, Flórida, a 20 de abril e acabar no Burl’s Creek Even Grounds em Ontário, no Canadá, no dia 29 de junho.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.