Eugenia de York, de 28 anos, é a filha mais nova do príncipe Andrew e Sarah Ferguson e a nona na linha de sucessão ao trono, considerada, portanto, um membro menor da família real britânica.

A sua união com Brooksbank, de 32 anos, representante britânico da Tequila Casamigos — empresa do ator George Clooney—, foi celebrada na capela de São Jorge, no Castelo de Windsor, o mesmo lugar em que o príncipe Harry e a ex-atriz americana Meghan Markle se uniram em maio.

O casamento do primo de Eugenia foi seguido na televisão por milhões de pessoas no mundo e desde então a imprensa britânica continuou a publicar fotos e notícias de Meghan, que conquistou os corações dos nobres e plebeus.

Mas a cerimónia desta sexta-feira atraiu muito menos atenção, talvez por causa de uma mistura de saturação e ceticismo sobre o papel da princesa na vida pública britânica.

A noiva, que foi brevemente aclamada quando chegou à capela, usava um elegante vestido de manga larga do britânico Peter Pilotto, com um decote nas costas que deixava à vista a cicatriz da uma operação de escoliose a que foi submetida quando tinha 12 anos.

Entre os quase 800 convidados estavam a atriz americana Demi Moore, o cantor britânico Robbie Williams e as supermodelos Kate Moss, Naomi Campbell e Cara Delevingne.

A família real britânica assistiu quase toda, mas com a ausência da duquesa da Cornualha, Camila, esposa do príncipe herdeiro Charles, que alegou um compromisso anterior.

Semanas de críticas 

A imprensa britânica passou semanas a reclamar que os contribuintes tiveram que pagar uma conta de 2,6 milhões de dólares pelos preparativos.

Mas nas ruas de Windsor não faltaram os adeptos da família real, que agitavam pequenas bandeiras britânicas, mesmo que em menor do que as mais de 100 mil pessoas que lotaram o local em maio.

A emissora britânica BBC, que leva muito a sério os casamentos reais, decidiu não transmitir esta cerimónia — segundo a imprensa por ter receio de ter uma fraca audiência — o que desagradou o Palácio de Buckingham.

Todavia, acabou por ser transmitido pela ITV — que luta com a BBC para ser a emissora pública número um —, cujos comentadores passaram boa parte da manhã a conversar sobre as fortes rajadas de vento que forçaram os convidados a segurar os seus ternos e chapéus.

O casal fez tudo aquilo que estava ao seu alcance para conquistar a opinião pública com entrevistas gravadas nas quais se desfizeram em elogios.

Jack Brooksbank ainda que frequente os altos círculos sociais de Londres, a verdade é que se trata de desconhecido para a maioria do público — apesar de fazer parte de algumas notícias na imprensa cor-de-rosa. Homem de negócios, geriu um elegante bar de cocktails em Londres — que foi muito apreciado pela aristocracia inglesa — chamado Mahiki, lançando-se posteriormente no mercado vinícola.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.