Suíça, Finlândia, Bielorrússia, Bulgária, Áustria, Lituânia, Albânia, Irlanda, Arménia, Chipre, República Checa, Bélgica, Croácia, Islândia, Azerbaijão, Grécia, Israel, Estónia e Macedónia competem esta terça-feira por um lugar na final.

Dos 19 países, os dez com maior pontuação passam para a final, marcada para sábado, 12 de maio. A pontuação é decidida por televoto (com um peso de 50%) e por júris nacionais (outros 50%). Todos os júris dos países que competem na semifinal irão votar, bem como os júris de Portugal, do Reino Unido e de Espanha.

1 – Azerbaijão

Intérprete: Aisel
Canção: “X My Heart”

O país estreou-se na Eurovisão em 2008 e desde então nunca falhou a final. Soma uma vitória, em 2011, com o tema “Running Scared”, interpretado pela dupla Ell e Nikki e escrito pela autora da canção deste ano, Sandra Bjurman.

2 – Islândia

Intérprete: Ari Ólafsson
Canção: “Our Choice”

A Islândia estreou-se no concurso em 1986 e nunca venceu, tendo como melhores resultados dois segundos lugares em 1999 e 2009. Este ano é representada por um jovem de 19 anos que já desempenhou o principal papel em diversos musicais no Teatro Nacional da Islândia.

3 – Albânia

Intérprete: Eugent Bushpepa
Canção: “Mall”

O país participou pela primeira vez no certame em 2004, tendo como melhor classificação o 5.º lugar em 2012. Além de interpretar o tema “Mall”, Eugent Bushpepa também é o autor da letra e da música.

4 – Bélgica

Intérprete: Sennek (Laura Groeseneken)
Canção: “A Matter Of Time”

A Bélgica é um dos países fundadores do Festival Eurovisão da Canção, tendo participado na primeira edição em 1956. Venceu uma única vez, em 1986, com o tema “J'aime La Vie”, interpretado por Sandra Kim, que tinha apenas 13 anos.

5 – República Checa

Intérprete: Mikolas Josef
Canção: “Lie To Me”

A República Checa participou pela primeira vez em 2007 e só por uma vez, em 2016, qualificou-se para a final. O representante do país no Festival da Eurovisão, de 22 anos, é cantor, compositor, toca diversos instrumentos e já dirigiu videoclips de música. Os ‘sites’ de apostas colocam a canção deste ano no ‘top’ 5.

6 – Lituânia

Intérprete: Ieva Zasimauskaitė
Canção: “When We're Old”

Ieva Zasimauskaitė tem 24 anos e com 14 participou no Festival Eurovisão da Canção Júnior. Em 2012, a cantora ficou em 2.º lugar no programa “The Voice”. A Lituânia tem como melhor classificação um 6.º lugar, em 2006. Desde então, apenas uma vez ficou no ‘top’ 10, em 2016.

7 – Israel

Intérprete: Netta
Canção: “Toy”

Israel venceu o Festival da Eurovisão em três ocasiões, em 1978, 1979 e 1998, neste último ano com o tema “Diva”, interpretado pela transsexual Dana International. A canção deste ano, “Toy”, é uma das favoritas à vitória, segundo os ‘sites’ de apostas.

8 – Bielorrússia

Intérprete: Alekseev
Canção: “Forever”

Apesar de ter ganho o Festival da Eurovisão da Canção Júnior, em 2005 e 2007, a Bielorrússia não foi além de um sexto lugar na versão sénior, em 2009. O representante do país este ano, Alekseev, já atuou em mais de 20 países europeus e já venceu o prémio de cantor do ano na Bielorrússia.

9 – Estónia

Intérprete: Elina Nechayeva
Canção: “La Forza”

A Estónia estreou-se na Eurovisão em 1994 e entre 1996 e 2002 terminou seis vezes no ‘top’ 10, incluindo uma vitória, em 2001, e um segundo lugar, em 2002. O tema “La Forza”, interpretado por Elina Nechayeva, é um dos favoritos à vitória na final de 12 de maio.

10 – Bulgária

Intérprete: Equinox
Canção: “Bones”

A Bulgária nunca venceu o Festival da Eurovisão, tendo obtido a sua melhor classificação no ano passado, ficando em 2.º lugar, atrás de Portugal. Este ano, o país é representado pelo grupo Equinox, formado especificamente para a Eurovisão e composto por cinco elementos que nunca tinham atuado juntos.

11 - Macedónia

Intérprete: Eye Cue (Marija Ivanoska e Bojan Trajkovski).
Canção: “Lost and Found”

Sem nunca ter vencido o concurso, a Macedónia vai tentar igualar ou superar a melhor classificação de sempre do país, um 12.º lugar atingido em 2006.

12 – Croácia

Intérprete: Franka
Canção: “Crazy”

A Croácia estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1993, nos anos anteriores fê-lo como parte da antiga Jugoslávia. Embora a Croácia nunca tenha vencido o concurso, a banda croata Riva conseguiu um primeiro lugar em 1989.

Franka Batelic, que escreveu também a letra do tema que interpreta, irá tentar que a Croácia consiga mais do que um quarto lugar, a melhor classificação de sempre do país no concurso, alcançada em 1996 e 1999.

13 – Áustria

Intérprete: Cesár Sampson
Canção: “Nobody but you”

Duas vezes vencedora do concurso, em 1966 e em 2014, neste último ano com a polémica Conchita Wurst, a Áustria é este ano representada por Cesár Sampson, de 34 anos, que aos 17 começou a acompanhar em digressão artistas internacionalmente conhecidos como a dupla Kruder & Dorfmeister, Sofa Surfers e Louie Austen.

14 – Grécia

Intérprete: Yianna Terzi
Canção: “Oniro Mou”

A Grécia venceu pela primeira e única vez o festival em 2005, mas nunca terminou nenhuma edição em último lugar. Este ano, o país está representado por Yianna Terzi, de 38 anos, filha do cantor grego Paschalis Terzis e que há nove anos se mudou para os Estados Unidos para prosseguir a carreira musical.

Yianna vai cantar na língua materna, grego.

15 – Finlândia

Intérprete: Saara Aalto
Canção: “Monsters”

Apesar de competir na Eurovisão desde 1961, a Finlândia só venceu o concurso uma única vez, em 2006.

Este ano, para tentar uma boa classificação, o país escolheu Saara Aalto, a pessoa finlandesa mais pesquisada no motor de busca Google em 2017 e a segunda mais pesquisada em 2017.

Saara, de 31 anos, foi finalista nos concursos de televisão ‘The Voice’ e 'Finland’s Got Talent', e deu voz à princesa Anna na versão finlandesa do filme “Frozen”.

16 – Arménia

Intérprete: Sevak Khanagyan
Canção: “Qami”

Participante no Festival Eurovisão da Canção desde 2006, a Arménia nunca venceu, mas só falhou a final uma vez, em 2011. No entanto, em 2010 a Arménia sagrou-se vencedora da versão júnior do concurso.

Sevak Khanagyan, de 30 anos, começou a compor aos sete e fez um curso superior de música em Moscovo. Ao longo dos anos integrou várias bandas e em 2016 venceu a versão ucraniana do concurso televisivo 'X-Factor'.

A canção com que vai representar a Arménia, e que também compôs, é cantada em arménio.

17 – Suíça

Intérprete: ZiBBZ
Canção: “Stones”

A Suíça acolheu e venceu a primeira edição do Festival Eurovisão da Canção, em 1956. Em 1988, o país voltou a vencer o concurso, com Celine Dion, que viria depois a tornar-se uma cantora mundialmente conhecida.

A dupla ZiBBZ, formada em 2008 pelos irmãos Corinne – voz - e Stefan Gfeller – bateria e teclados, irá representar a Suíça com um tema cantado em inglês. Apesar de serem de Zurique, os irmãos vivem atualmente nos Estados Unidos.

18 – Irlanda

Intérprete: Ryan O’Shaughnessy
Canção: “Together”

Desde que competiu pela primeira vez na Eurovisão, em 1965, a Irlanda venceu sete vezes o concurso, a primeira em 1970, e só falhou duas edições: em 1983 e em 2002. Nos anos 1980, Johnny Logan deu a vitória à Irlanda duas vezes – em 1980 e em 1987 – tornando-se no primeiro e único cantor até hoje a vencer duas vezes o concurso. Na década 1990, durante a qual venceu quatro vezes, a Irlanda tornou-se no primeiro país a sagrar-se vencedor três anos seguidos, em 1992, 1993 e 1994.

O músico que este ano representa o país, Ryan O’Shaughnessy, de 25 anos, tornou-se conhecido do público aos oito anos, como ator na telenovela ‘Fair City’. Aos 17 anos decidiu que a música era prioritária na sua vida e decidiu abandonar o elenco de ‘Fair City’.

19 – Chipre

Intérprete: Eleni Foureira
Canção: “Fuego”

O Chipre, que entrou pela primeira vez no concurso em 1981, nunca venceu nenhuma edição. Um quinto lugar, atingido em 1982, 1997 e 2004, foi a melhor classificação de sempre.

Para tentar superar essa meta, este ano o Chipre concorre com Eleni Foureira, cantora ‘pop’ e atriz, nascida em 1987 na Albânia e que editou o primeiro álbum a solo em 2010.

Além destes países, serão ainda apresentadas as canções do Reino Unido, Espanha e Portugal.

Portugal, por ser o país anfitrião, está automaticamente apurado para a final. Cláudia Pascoal dá a voz ao tema “O Jardim”, composto por Isaura.

Portugal

Intérprete: Cláudia Pascoal
Canção: “O Jardim”

Portugal estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1964 (com António Calvário e o tema “Oração”, que obteve zero pontos), tendo vencido pela primeira vez no ano passado, o que faz com que este ano seja o país anfitrião.

Cláudia Pascoal, com o tema “O Jardim”, tem a difícil tarefa de suceder a Salvador Sobral, que com “Amar pelos Dois” conseguiu a melhor pontuação de sempre no concurso (758 pontos).

Antes de Salvador Sobral, Portugal tinha-se qualificado para uma final pela última vez em 2010, e até então a melhor qualificação numa final tinha sido um sexto lugar em 1996 (com Lúcia Moniz e a canção “O meu coração não tem cor”).

Reino Unido

Intérprete: SuRie
Canção: “Storm”

O Reino Unido, que participa no concurso desde a segunda edição (em 1957), soma cinco vitórias: em 1967, 1969, 1976, 1981 e 1997.

Este ano, o país apresenta-se com SuRie, uma cantora e compositora com formação clássica que já participou na Eurovisão em anos anteriores. Em 2015 fez parte dos coros da representante da Bélgica e no ano passado foi diretora musical do mesmo país.

Espanha

Intérprete: Amaia e Alfred
Canção: “Tu Canción”

Com duas vitórias no currículo, em 1968 e em 1969, Espanha aposta este ano numa dupla saída da versão espanhola do concurso televisivo 'Operação Triunfo'.

Amaia Romero, de 19 anos, venceu a edição do ano passado, na qual Alfred García, de 21, ficou em quarto lugar. O casal de namorados traz a Lisboa uma música romântica cantada em espanhol.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.