O Porto Femme, que decorrerá até ao dia 03 de junho em quatro espaços da cidade, é um festival que “pretende exibir e divulgar o trabalho das mulheres” no mundo do cinema, “promovendo a igualdade e o empoderamento destas no universo cinematográfico”, afirma a organização.

De acordo com informação disponível no ‘site’ do Porto Femme, o evento pretende ser um “lugar de exibição e divulgação de múltiplos e diversos universos que colocam a mulher no centro”.

“Cinema realizado por mulheres, protagonizado por mulheres, sobre temáticas de mulheres, mas que, no fundo, é apenas cinema feito por mulheres para… todos os géneros”, sustenta a organização, para quem, “através dos filmes, pretende-se educar e informar o público para as questões sociais e políticas que afetam as mulheres no mundo”, bem como “dar voz aos feminismos procurando abranger os vários grupos e lutas”.

O Porto Femme conta com duas competições internacionais – uma para trabalhos realizados por mulheres e outra para obras em que, pelo menos, uma mulher desempenhe um papel fundamental - e uma nacional, às quais concorrem, no total e nas diferentes categorias, quase 70 filmes.

O festival vai também atribuir o Prémio Lutas e Direitos das Mulheres, que se destina “ao melhor filme na abordagem às temáticas dos direitos da mulher e da violência de género”.

A decorrer no Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Cinema Trindade, na Casa das Associações do Porto e no Barracuda, o Porto Femme recebeu nesta primeira edição “393 filmes, oriundos de 42 países”, destaca a organização.

Além da exibição de filmes, o festival inclui oficinas, debates e, entre outras iniciativas, exposições.

A XX Element Project – Associação Cultural nasceu em 2016 com o objetivo de promover “trabalhos artísticos realizados por mulheres e ainda evidenciar, através dos mesmos e do desenvolvimento de atividades de caráter cultural, cívico e social, os direitos das mulheres e da igualdade de género”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.