Organizados pela Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), em parceria com os municípios aderentes, os Fins de Semana Gastronómicos envolvem ainda 500 empreendimentos turísticos, 300 quintas, adegas e espaços de enoturismo, 52 produtos qualificados e cinco denominações de origem de vinhos.

“Trata-se do maior projeto público-privado na área da gastronomia e vinhos em Portugal”, sublinhou Agostinho Peixoto, da TPNP, na conferência de imprensa de apresentação dos Fins de Semana Gastronómicos, que decorreu em Esposende, no distrito de Braga.

O tema da edição deste ano é a Doçaria Tradicional e Conventual do Norte de Portugal, que estará em destaque em 55 municípios.

A ideia subjacente a esta iniciativa é que cada município disponha de um fim de semana para pôr em cima da mesa o seu prato mais emblemático, acompanhado de uma sobremesa e dos vinhos de cada região.

A iniciativa arranca a 2 de novembro, em Guimarães, com rojões, papas de sarrabulho e rabanadas, e em Lamego, com o cabrito assado com arroz e batatas em forno de lenha e o leite creme.

O último fim de semana gastronómico está marcado para os dias 31 de maio, 01 e 02 de junho, em Sabrosa, que servirá favas guisadas com enchidos e bolo borrachão.

Os empreendimentos turísticos oferecerão descontos de pelo menos 10% nas pernoitas de sexta-feira e sábado e os restaurantes são incentivados a oferecer “um copo de vinho de boas vindas” aos clientes que optem pelo prato dos Fins de Semana Gastronómicos.

“É uma espécie de cenoura para o coelho seguir”, disse Agostinho Peixoto.

Com os Fins de Semana Gastronómicos, a TPNP pretende combater a sazonalidade turística e valorizar os pratos de cada concelho.

Na brochura alusiva ao evento, que serve de roteiro gastronómico e turístico, constam também cerca de 200 receitas referentes aos pratos apresentados pelos municípios aderentes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.