A iniciativa, de acordo com a organização, pretende “não só mostrar a qualidade e as mais recentes produções de Jazz feito por músicos ‘extremeños’, mas também a estreita e frutífera ligação e relação ‘jazzística’ com o país irmão, Portugal”.

Num comunicado hoje enviado à agência Lusa, a organização do festival/mostra recorda que “uma grande parte dos músicos de jazz da Extremadura colabora e grava com inúmeros músicos portugueses de projeção internacional em vários projetos, uma colaboração que se estende há mais de 20 anos e da qual resultaram várias gravações discográficas, projetos e concertos”.

A mostra inclui apresentações do Míli Vizcaínio Quintet, do Iván Sanjuán Quartet, com o guitarrista português André Fernandes como convidado especial, da Javier Alcántara Short Stories Band e do Zazu Osés Quartet.

Trata-se de quatro formações “de referência, dos diferentes géneros jazzísticos, reconhecidos dentro e fora da Extremadura pelos seus trabalhos e carreiras”.

Nos espetáculos, os músicos Míli Vizcaíno, Narci González “apresentarão música original e as últimas produções discográficas, acompanhados de músicos da Extremadura e portugueses, de reconhecido prestígio internacional”.

O Míli Vizcaínio Quintet atua no dia 16 de outubro, o Iván Sanjuán Quartet no dia 17, a Javier Alcántara Short Stories Band no dia 18 e o Zazu Osés Quartet no dia 19. Os três primeiros acontecem no Hot Clube de Portugal e o último no Duetos da Sé.

Todos os espetáculos têm entrada livre.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.