A Ucrânia não permite que a concorrente da Rússia ao festival da Eurovisão entre no país por alegada violação das leis ucranianas. Segundo um porta-voz dos serviços de segurança da Ucrânia, citado pela agência Reuters, a concorrente russa, "a cidadã da Federação Russa Yulia Samoylova", foi banida de entrar no país durante três anos.

Em causa continua o conflito decorrente da anexação da Crimeia pela Rússia, em 2014. Yulia Samoylova esteve em digressão na Crimeia após a ocupação russa. E a lei ucraniana permite às autoridades proibir a entrada no país a todos os que tenham visitado a Crimeia sem atravessar a fronteira de facto. Isto é, sem passar pelo controlo fronteiriço e alfândega ucranianos. Poucos dos que visitam a Crimeia o fazem, a maioria chega à península de avião ou de barco.

Este ano a participação da Rússia no festival era incerta e algumas individualidades de várias áreas da sociedade pediam o boicote à edição da anfitriã vizinha. No entanto, o anúncio da participação foi feito a 13 de março pelo canal estatal da televisão russa.

Com a música “Flame is Burning”, Yulia Samoylova foi a escolhida para representar o país das t.A.T.u no festival onde Salvador Sobral, o músico português e vencedor do Festival da Canção, é um dos favoritos à vitória.

A Ucrânia é o país anfitrião da 62.ª edição do concurso da Eurovisão que se irá realizar em Kiev a 9 e 11 de maio, sendo o vencedor final conhecido a 13 de maio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.