O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou aquilo que diz ser um "ataque complexo" contra o acampamento da missão de paz em Aguelhok, perto de Kidal.

"Tais atos não diminuirão a determinação das Nações Unidas de continuar a apoiar o povo e o governo de Meli nos seus esforços para construir a paz e a estabilidade do país", afirmou.

As forças de manutenção da paz da ONU e as forças francesas estão posicionadas no norte do Mali para combater grupos jihadistas, vistos como uma ameaça à segurança em toda a região do Sahel na África.

Em 2015 foi assinado um acordo de paz entre o governo de Mali e grupos separatistas, mas tal não acabou com a violência.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.