“O Presidente da República, ao valorizar quer o papel de todos os partidos, quer o papel de todos os votos, deu um salto gigante face ao que vimos em 2015, quando o anterior Presidente da República [Cavaco Silva] o que dizia era que havia votos de primeira e votos de segunda, partidos de primeira, partidos de segunda, uns que deviam ser respeitados e valorizadas as opiniões, outros que deveriam ser desvalorizados”, afirmou Pedro Filipe Soares.

O líder parlamentar bloquista falava aos jornalistas no final da sessão solene comemorativa do 108.º aniversário da Implantação da República, que decorreu na Praça do Município, em Lisboa.

O Presidente da República deixou hoje no seu discurso do 5 de Outubro mensagens sobre a renovação dos mandatos, contra "regimes de poder pessoal", e a necessidade de "atenção a entidades estruturantes como as Forças Armadas".

Marcelo Rebelo de Sousa falou destes dois temas de passagem, durante uma intervenção de cerca de dez minutos na sessão solene comemorativa do 108.º aniversário da Implantação da República, na Praça do Município, em Lisboa, em que apelou à permanente construção da democracia, advertindo para as lições da história dos últimos cem anos.

Perante este discurso, Pedro Filipe Soares destacou que “nas próximas eleições legislativas todos os votos contarão e as pessoas conhecem o avanço que tiveram nas suas vidas decorrente da força que o Bloco de Esquerda fez nestes últimos dois anos”.

“Sempre que afunilamos o poder em poucas mãos, em maiorias absolutas, em visões unipessoais da política, quem perde é a democracia e a escolha popular”, defendeu o deputado.

Pedro Filipe Soares destacou também que a “solidariedade do 05 de Outubro também chega até ao Brasil”.

“E nós, da República Portuguesa, da comemoração da República Portuguesa, olhamos por exemplo para as eleições no Brasil, daqui a dois dias, em que em cima da mesa das escolhas do eleitorado está uma proposta claramente xenófoba, de extrema direta, radical no afrontar dos valores que o próprio Presidente da República aqui afirmou”, rematou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.