À entrada para uma reunião com o grupo parlamentar do PS, na Assembleia da República, António Costa foi questionado sobre a decisão de Marcelo Rebelo de Sousa de dispensar a audiência com o primeiro-ministro, depois de divulgada por órgãos de comunicação social uma lista com os nomes de ministros do próximo Governo.

“Obviamente, eu só posso partilhar da mesma irritação que o Presidente da República. Todos sabemos que deve haver normas institucionais. Os jornalistas conseguiram a fuga de informação, só tenho de dar os parabéns a quem fez a fuga”, disse António Costa, acrescentando que “é lamentável que tenha acontecido”.

Interpelado sobre se há um mal-estar entre o Governo e a Presidência da República, o primeiro-ministro respondeu “não”.

“Estive várias horas ao lado do Presidente da República hoje e não manifestou nenhuma irritação. Se ele estiver irritado, eu percebo bem, porque não estou menos irritado do que ele. Se há uma coisa de que tenho a certeza que o Presidente da República sabe é aquilo que os senhores jornalistas também sabem. A fuga não veio de mim, não veio do meu gabinete, não veio de ninguém que dependa de mim”, concluiu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.