Em comunicado, o presidente e os membros da direção da APCC prestam “homenagem ao homem ímpar e cidadão exemplar que contribuiu para o desenvolvimento económico do seu país e, de um modo particular, para a consolidação da indústria [portuguesa] dos centros comerciais e sua dignificação além-fronteiras”.

O empresário Belmiro de Azevedo morreu na quarta-feira aos 79 anos, depois de décadas ligado à Sonae, que transformou num império com negócios em várias áreas e extensa atividade internacional.

O velório do empresário realiza-se hoje na Paróquia de Cristo Rei, decorrendo a missa de corpo presente no mesmo local, às 16:00, seguida de uma cerimónia fúnebre reservada à família.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.