“Mesmo com, infelizmente, o aumento da abstenção que se registou, o BE conseguiu aumentar significativamente o número de votos, conseguiu um resultado histórico”, afirmou Catarina Martins.

A coordenadora destacou ainda que o BE conseguiu eleger, pela primeira vez, um deputado pelo grupo de São Miguel – até aqui só tinha conseguido eleger um deputado pela compensação -, passando a ter agora um grupo parlamentar na Assembleia Legislativa dos Açores, onde duplicou a presença.

“Julgamos por isso que o nosso objetivo principal foi alcançado”, disse Catarina Martins, acrescentando que “o segundo objetivo” do Bloco não foi alcançado: “O PS mantém a maioria absoluta. Achamos que seria melhor para a região autónoma dos Açores se essa não fosse a realidade”, lamentou.

“Mas foi isso que os açorianos e as açorianas escolheram, o BE, com todo o respeito pelos resultados eleitorais, estará mais forte e mais combativo” nos Açores, afirmou a coordenadora do BE.

O PS conquistou hoje nova maioria absoluta nas eleições regionais dos Açores, a quinta, ao conseguir eleger 30 deputados do total de 57 parlamentares da Assembleia Legislativa Regional.

O PSD conquistou 19 deputados, o CDS-PP quatro, o BE dois e o PCP-PEV e o PPM um deputado cada.

Em relação às anteriores eleições, em 2012, os socialistas perdem um deputado tal como o PSD, enquanto o CDS-PP e o BE ganham um cada. O PCP-PEV e o PPM mantêm um deputado cada.

O PS conseguiu 46,43% (43.266 votos) contra 48,98% (52.793 votos) em 2012, enquanto o PSD obteve 30,89% (28.790 votos) contra 32,98% (35.550 votos) há quatro anos.

A abstenção atingiu 59,16%, um recorde em eleições regionais nos Açores. Em 2012, não foram às urnas 52,12% dos eleitores.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.