As prisões ocorreram no sábado, quando agentes da Polícia Federal fiscalizavam as bagagens despachadas com o auxílio de cães farejadores e separaram duas malas que os animais demonstraram grande interesse.

Segundo comunicado divulgado pelas autoridades brasileiras, as malas foram submetidas ao aparelho de raio-x e as imagens revelaram substância suspeita em suas estruturas.

“Os passageiros, um homem e uma mulher, ambos brasileiros, que viajariam juntos para Portugal, para as cidades de Lisboa e Faro, foram localizados no portão de embarque e conduzidos à delegacia para acompanhar a revista em seus pertences. Em fundos falsos das malas de ambos os passageiros havia pacotes com cocaína, mais de 3 quilos em cada mala”, relatou a Polícia Federal.

Momentos após estas prisões, a mesma equipa de polícias identificou, com o auxílio dos cães, outras três malas suspeitas cujo destino também era Portugal.

Em fundos falsos, de duas malas pertencentes a uma brasileira, havia mais de 4 quilos de cocaína e quase 3 quilos da mesma droga estavam ocultos na mala pertencente a outro brasileiro.

Os detidos serão apresentados à Justiça brasileira e responderão pelo crime de tráfico internacional.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.