Em declarações à Lusa, o 2.º comandante distrital de Operações e Socorro de Braga, Rui Costa, adiantou que a habitação sofreu “danos estruturais”, o que significa que vai ser necessário o realojamento dos quatros membros da família que escaparam ilesos.

“A forma de realojamento ainda está a ser avaliada”, acrescentou.

Um deslizamento de terra e de pedras de grandes dimensões em Palmeira de Faro, Esposende, atingiu na madrugada de hoje uma habitação unifamiliar, em que se encontravam seis pessoas.

Dois jovens que se encontravam no primeiro piso morreram.

As restantes pessoas — um casal entre os 40 e os 50 anos e duas crianças, de 02 e 12 anos – foram retiradas ilesas.

O resgate dos corpos obrigou a uma intervenção “muito delicada”, para garantir a segurança das equipas de socorro.

Os corpos foram removidos pelas 16:00 para o Instituto de Medicina Legal de Viana do Castelo.

A Polícia Judiciária está a investigar as circunstâncias do deslizamento de terras.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.