Com o apoio da Rússia, o Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou esta segunda-feira, 19 de dezembro, o envio de observadores da ONU a Alepo para monitorizar a retirada e informar sobre a situação dos civis que permanecem sitiados na cidade síria.

O Conselho aprovou por unanimidade o projeto de resolução apresentado pela França, que assim dá a primeira demonstração de unidade após vários meses de divergências entre as potências mundiais sobre a crise na Síria.

A resolução pede que a ONU conduza uma "supervisão adequada, neutra e direta da retirada no leste de Alepo e noutros setores da cidade".

Pede igualmente a Ban Ki-moon, secretário-geral das Nações Unidas, a adoção de medidas urgentes para permitir que os observadores possam supervisionar o bem-estar da população civil e consultar as partes interessadas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.